Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 87 Número 6




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Hipersensibilidade imediata a insulina humana, análogos de insulina e a antibióticos beta-lactâmicos

Type 1 Ig-E mediated allergy to human insulin, insulin analogues and beta-lactam antibiotics *


Luísa Barros1, Margarida Gonçalo2

1M.D. - Médica Especialista em Endocrinologia - Assistente Hospitalar Graduada - Serviço de Endocrinologia, Hospitais da Universidade de Coimbra, EPE – Coimbra, Portugal.
2M.D. - Médica Especialista em Dermatologia e Venereologia - Chefe de Serviço - Serviço de Dermatologia e Venereologia, Hospitais da Universidade de Coimbra, EPE – Coimbra, Portugal.

Recebido em 05.08.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 08.11.2011. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia e Venereologia - Hospitais da Universidade de Coimbra, EPE – Coimbra, Portugal. Suporte Financeiro: nenhum. / Financial Support: None. Conflito Interesses: nenhum. / Conflict of Interests: None

Correspondência:
MAILING ADDRESS: Pedro Andrade Serviço de Dermatologia e Venereologia - Hospitais da Universidade de Coimbra Praceta Mota Pinto 3000-075 Coimbra - Portugal E-mail: pedro.andrade@portugalmail.com

 

Resumo

A insulina é um agente indispensável para o controlo da diabetes mellitus. Os efeitos adversos da sua administração, em particular fenómenos de hipersensibilidade, são raros. Apresentamos um doente de 69 anos, diabético do tipo 2, com episódios recorrentes de lesões urticariformes nos locais de administração subcutânea de insulina. Negava alergias medicamentosas, à excepção de reacção não especificada na infância após penicilina intramuscular. Foram realizados testes cutâneos por puntura (prick tests) com diversos tipos de insulina humana e análogos, todos com reacções positivas, associando elevação dos níveis de IgE sérica e provas RAST positivas para as insulinas humana, bovina e porcina e para os antibióticos beta-lactâmicos. A alergia a análogos de insulina exige um diagnóstico precoce, originando um desafio terapêutico importante no doente diabético.

Palavras-chave: DIABETES MELLITUS TIPO 2, HIPERSENSIBILIDADE A DROGAS, INSULINA, PENICILINAS

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações