Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

8

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Paracoccidioidomicose sarcoidiose símile: aspectos imunológicos

Sarcoid-like lesions in Paracoccidioidomycosis: immunological factors*


Vanessa Lucília Silveira de Medeiros1, Lúcia Arruda2

1Mestranda do Departamento de Medicina Tropical da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); professora substituta da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Recife (PE), Brasil.
2Mestre em Dermatologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – (SP), Brasil.

Recebido em 14.11.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 8.11.2012. * Trabalho realizado na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) – Campinas (SP), Brasil. Suporte financeiro: nenhum / Financial Support: none Conflito de interesses: nenhum / Conflict of Interests: none Como citar este artigo / How to cite this article: Medeiros VLS, Arruda L. Paracoccidioidomicose sarcoidose-símile: aspectos imunológicos. An Bras Dermatol. 2013;88(1):120-3.

Correspondência:
Vanessa Lucília Silveira de Medeiros Av Engenheiro Domingos Ferreira 3856 – Apt. 302. Boa Viagem 51021040 Recife, PE. E-mail: vanessalucilia@yahoo.com.br

 

Resumo

A apresentação clínica da paracoccidioidomicose é espectral. Podem ocorrer cura espontânea, estado de latência ou doença ativa após disseminação hematogênica com vários graus de gravidade. A morfologia e o número de lesões cutâneas irão depender da interação entre fatores próprios da imunidade do hospedeiro, que é específica e individual, e da virulência do fungo. Alguns indivíduos com boa imunidade natural somada a baixa virulência do fungo mantêm por tempo prolongado granulomas bem formados sem microorganismos e sorologia negativa, tornando o diagnóstico um desafio. Entretanto fatores inerentes ao fungo podem modular a resposta imune e modificar o quadro clínico ao longo do tempo. Os autores apresentam um caso sarcoidose símile e discutem os aspectos imunológicos envolvidos.

Palavras-chave: IMUNIDADE ADAPTATIVA, IMUNIDADE INATA, INFECÇÕES BACTERIANAS, LINFÓCITOS T, MICOSES, PARACOCCIDIOIDOMICOSE

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações