Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 3




Voltar ao sumário

 

Investigação

Avaliação dos níveis séricos de D-dímeros entre doentes com urticária crônica, psoríase e urticária vasculite*

Evaluation of D-dimer serum levels among patients with chronic urticaria, psoriasis and urticarial vasculitis


Paulo Ricardo Criado1, Lidi Che Leon Antinori2, Celina Wakisaka Maruta3, Vitor Manoel Silva dos Reis4

1Doutor em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) – Médico da Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas (HCFMUSP) - São Paulo (SP), Brasil.
2Médico estagiário estrangeiro da Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas (HC-FMUSP) - São Paulo (SP), Brasil.
3Doutor em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) – Professor de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) - São Paulo (SP), Brasil.
4Livre-Docente titular no Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - Médico da Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas (HC-FMUSP) - São Paulo (SP), Brasil.

Recebido em 06.11.2011. Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 04.09.2012. * Trabalho realizado no Ambulatório de Urticária da Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP) – São Paulo (SP), Brasil. Conflito Interesses: Nenhum Suporte Financeiro: Nenhum Como citar este artigo: Criado PR, Antinori LCL, Maruta CW, Reis VMS. Avaliação dos níveis séricos de D-dímeros entre doentes com urticária crônica, psoríase e urticária vasculite. An Bras Dermatol. 2013;88(3):359-64.

Correspondência:
Paulo Ricardo Criado Rua Carneiro Leão, 33 - Vila Scarpelli 09050-430 - Santo André - São Paulo Brasil E-mail: prcriado@uol.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Tem sido demonstrado que os neutrófilos, eosinófilos e monócitos, sob estímulo apropriado, podem expressar fator tecidual e, portanto, ativar a via extrínseca da coagulação. Realizamos um estudo transversal e caso-controle de pacientes com urticária crônica e pacientes com psoríase em nosso ambulatório para avaliar a produção de dímero-D. OBJETIVO: Avaliar níveis de dímero-D em pacientes com urticária crônica e sua possível correlação com a atividade da doença. PACIENTES E MÉTODOS: O estudo foi conduzido de outubro de 2010 até março de 2011. Nós selecionamos 37 pacientes consecutivos da Unidade de Alergia e Unidade de Psoríase, divididos em três grupos para análise estatística: (i) 12 pacientes com urticária crônica ativa; (ii) 10 pacientes com urticária crônica em remissão e (iii) 15 pacientes com psoríase (uma doença com a pele infiltrado inflamatório constituído por neutrófilos, linfócitos e monócitos). Outros cinco pacientes com vasculite urticariforme foram alocados em nosso estudo, mas não incluídos na análise estatística. Os níveis séricos de D-dímero foram medidos por Enzyme Linked Fluorescent Assay (ELFA), e os resultados foram medidos em ng / ml FEU. RESULTADOS: Os pacientes com urticária crônica ativa tinham níveis séricos mais altos de dímero-D (p <0,01), uando comparados aos pacientes com urticária crônica em remissão e ao grupo controle (pacientes com psoríase). CONCLUSÕES: Os pacientes com urticária crônica ativa têm níveis séricos mais elevados de dímero-D, quando comparados aos pacientes com urticária crônica em remissão e aos pacientes com psoríase. Encontramos níveis elevados de dímero-D entre os pacientes com vasculite urticariforme.

Palavras-chave: ANGIOEDEMA, PSORÍASE, URTICÁRIA, VASCULITE, VASCULITE LEUCOCITOCLÁSTICA CUTÂNEA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações