Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 6 S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Esclerose sistêmica difusa e bolhosa sem acometimento sistêmico*

Diffuse systemic sclerosis with bullous lesions without systemic manifestations*


Paula Renaux Wanderley Caratta Macedo1; Amanda Nascimento Cavalleiro de Macedo Mota1; Alexandre Carlos Gripp2; Maria de Fatima Guimarães Scotelaro Alves3; Evandro Mendes Klumb4

1. Médica residente de Dermatologia no Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Hupe-Uerj) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil
2. Mestre em Dermatologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF); professor-assistente de Dermatologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil
3. Doutora em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); professora adjunta de Dermatologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil
4. Mestre em Medicina; professor adjunto da disciplina de Reumatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FCM-Uerj); reumatologista do Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Hupe-Uerj) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil

Recebido em 26.09.2012.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 17.01.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum / Financial Support: None.
Conflito Interesses: Nenhum / Conflict of Interests: None.
Como citar este artigo/How to cite this article: Macedo PRWC, Silva ANCMM, Gripp AC, Alves MFGS, Klumb EM. Esclerose sistêmica difusa e bolhosa sem acometimento sistêmico. An Bras Dermatol. 2013;88 (6 Supl 1):S78-81.

Correspondência:
Paula Renaux Wanderley Caratta Macedo
Avenida 28 de setembro, 77 Vila Isabel
20551-080 - Rio de Janeiro - RJ Brasil
Email: paula_renaux@yahoo.com

 

Resumo

Descrevemos um caso atípico de esclerose sistêmica em sua forma cutânea difusa com instalação aguda e rápida progressão do quadro cutâneo sem qualquer acometimento sistêmico e a infrequente formação de bolhas, demostrando a importância do diagnóstico e tratamento precoce frente a casos semelhantes e mostrando, com a experiência deste caso, que cuidados especiais devem ser tomados com as lesões cutâneas bolhosas e as ulcerações decorrentes da grave esclerose que são portas de entrada e aumentam a morbidade e risco de morte. Outros fatores prognósticos descritos são idade, VHS e envolvimento pulmonar e renal. A capilaroscopia pode ser preditor de maior gravidade da esclerodermia sistêmica, guardando maior relação com o envolvimento sistêmico do que cutâneo.

Palavras-chave: Dermatopatias vesiculobolhosas; Doenças da pele e do tecido conjuntivo; Doenças do tecido conjuntivo; Esclerodermia difusa; Escleroderma sistêmico

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações