Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

5

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

5

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 6 S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Líquen aureus agminado*

Agminate lichen aureus*


Violeta Duarte Tortelly1; Roberto Souto da Silva2; Amanda Nascimento Cavalleiro de Macedo Mota1; Juan Piñeiro-Maceira3

1. Médicas - Residentes de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto - Universidade do Estado do Rio de Janeiro (HUPE-UERJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil
2. Preceptor do Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto - Universidade do Estado do Rio de Janeiro (HUPE-UERJ) - Pesquisador do Laboratório de Histocompatibilidade e Criopreservação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil
3. Pós-doutorado em Dermatopatologia - AFIP - USA - Professor-associado do Departamento de Patologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro (RJ), Brasil

Recebido em 02.01.2013.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 14.02.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum. / Financial Support: None.
Conflito Interesses: Nenhum. / Conflict of Interests: None.
Como citar este artigo/How to cite this article: Tortelly VD, Silva RS, Mota ANCM, Piñeiro-Maceira J. Líquen aureus agminado. An Bras Dermatol. 2013;88(6 Supl 1):S143-5.

Correspondência:
Violeta Duarte Tortelly
Boulevard vinte e oito de setembro, 77 - Vila Isabel
20.551-030 - Rio de Janeiro - RJ Brasil
E-mail: violetatortelly@yahoo.com.br

 

Resumo

O líquen aureus é uma variante rara das púrpuras pigmentares, com evolução crônica e benigna. A maioria é assintomática e predomina nos membros inferiores. O quadro clínico é constituído por máculas e/ou pápulas eritemato-acastanhadas, acobreadas ou douradas. O diagnóstico é clínico e histopatológico, porém o padrão dermatoscópico vem sendo uma ferramenta útil na presunção do diagnóstico. Descrevemos um caso com um padrão morfológico em que a lesão é confluente, sendo denominado líquen aureus agminado.

Palavras-chave: Dermatopatias; Líquens; Púrpura

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações