Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 6 S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Pioderma gangrenoso em recém-nascido - Relato de caso*

Pyoderma gangrenosum in a newborn - Case report*


Francisca Regina Oliveira Carneiro1; Maria Amélia Lopes dos Santos2; Brena Andrade de Sousa3; Carla do Socorro Silva do Nascimento3; Gabriela Athayde Amin3; Ana Thais Machado Moutinho3

1. Dermatologista - Doutora em Dermatologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Professora-adjunta da Universidade do Estado do Pará (UEPA) - Belém (PA), Brasil
2. Médica especialista em Dermatologia e Hansenologia - Professora e coordenadora da disciplina de Dermatologia do curso de Medicina da Universidade do Estado do Pará (UEPA) e preceptora da Residência de Dermatologia da Universidade do Estado do Pará (UEPA) - Belém (PA), Brasil
3. Médicas-residentes de Dermatologia da Universidade do Estado do Pará (UEPA) - Belém (PA), Brasil

Recebido em 08.03.2013.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 20.03.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum. / Financial Support: None.
Conflito Interesses: Nenhum. / Conflict of Interests: None.
Como citar este artigo/How to cite this article: Carneiro FRO, Santos MAL, Sousa BA, Nascimento CSS, Amin GA, Moutinho ATM. Pioderma gangrenoso em recém-nascido - Relato de caso. An Bras Dermatol. 2013;88(6 Supl 1):S173-5.

Correspondência:
Brena Andrade de Sousa
Travessa Perebebuí, 2623 - Marco
66087670 - Belém - PA Brasil
E-mail: brenasousa@gmail.com

 

Resumo

O Pioderma gangrenoso é uma doença inflamatória rara, crônica e recorrente, de etiopatogenia desconhecida, caracterizada por uma ulceração não-infecciosa, necrotizante e dolorosa da pele. Geralmente, afeta adultos na faixa de 25 a 54 anos e raramente crianças (menos de 4%), nestes acomete preferencialmente cabeça e face, nádegas, região perianal e genital. Apresenta rápida resposta à corticoterapia sistêmica. Relata-se um caso de recém-nascida com lesões ulceradas de pioderma gangrenoso de fundo hemorrágico e necrótico distribuídas em abdômen, região genital e glútea com resposta rápida e efetiva à prednisona oral.

Palavras-chave: Corticosteróides; Pioderma gangrenoso; Recém-nascido

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações