Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 6




Voltar ao sumário

 

Educação médica continuada

Testes de contato*

Patch tests*


Rosana Lazzarini1; Ida Duarte2; Alessandra Lindmayer Ferreira3

1. Mestre em Ciências da Saúde - Médica da Clínica de Dermatologia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - Instrutora de ensino da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) - São Paulo (SP), Brasil
2. Doutora em Ciências da Saúde - Médica-assistente da Clínica de Dermatologia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - Professora-adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) - São Paulo (SP), Brasil
3. Médica do Curso de Especialização em Dermatologia da Clínica de Dermatologia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - São Paulo (SP), Brasil

Recebido em 30.11.2012
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 12.03.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum. / Financial Support: None.
Conflito Interesses: Nenhum. / Conflict of Interests: None.
Como citar este artigo/How to cite this article: Lazzarini R, Duarte I, Ferreira AL. Testes de contato. An Bras Dermatol. 2013;88(6):879-89.

Correspondência:
Rosana Lazzarini
R Dr Cesário Mota Jr, 112 - Santa Cecilia
01221-020 - São Paulo - SP Brasil
E-mail: rosana.fototerapia@gmail.com

 

Resumo

Os testes de contato foram introduzidos, como ferramenta diagnóstica, no final do século XIX. Desde então passaram por diversos aprimoramentos tornando-os o que são hoje. Eles são utilizados na investigação diagnóstica das dermatites de contato em diferentes partes do mundo. Devem ser aplicados com a utilização de baterias ou séries previamente estudadas e padronizadas. A metodologia é simples, mas requer treinamento adequado para sua interpretação e bom aproveitamento dos resultados obtidos. Apesar de ser utilizado há mais de um século, necessita de aprimoramentos como todas as outras técnicas utilizadas para investigação diagnóstica na área médica.

Palavras-chave: Dermatite alérgica de contato; Dermatite de contato; Diagnóstico; Métodos; Testes cutâneos; Testes do emplastro

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações