Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 88 Número 6




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Percepção de unhas frágeis entre pacientes dermatológicas: um estudo transversal*

Perception of brittle nails in dermatologic patients: a cross-sectional study *


Giulio Cesar Gequelim1; Cynthia Yone Kubota1; Sarah Sanches2; Daniela Dranka1; Marcelo Murilo Mejia1; Fernando Mitsuo Sumiya1; Juliano Vilaverde Schmitt3

1. Estudante; acadêmico(a) do curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Curitiba (PR), Brasil
2. Estudante; acadêmica Hospital Universitário Evangélico de Curitiba - Faculdade Evangélica do Paraná (Huec-Fepar) - Curitiba (PR), Brasil
3. Doutor; professor-assistente do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (FMB-Unesp) - Botucatu (SP), Brasil

Recebido em 01.02.2012.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 04.01.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum. / Financial Support: None.
Conflito Interesses: Nenhum. / Conflict of Interests: None.
Como citar este artigo/How to cite this article: Gequelim GC, Kubota CY, Sanches S, Dranka D, Mejia MM, Sumiya FM, Schmitt JV. Percepção de unhas frágeis entre pacientes dermatológicas: um estudo transversal. An Bras Dermatol. 2013;88(6):1022-5.

Correspondência:
Juliano Vilaverde Schmitt
Av. Sete de Setembro, 4713 - Batel
80240-000 - Curitiba - PR. Brasil
E-mail: julivs@gmail.com

 

Resumo

A síndrome das unhas frágeis caracteriza-se por fragilidade da lâmina ungueal, acometendo 27% das mulheres. Realizamos estudo transversal com pacientes dermatológicas sobre a percepção de fragilidade ungueal. Avaliamos 138 pacientes com idade mediana de 36,5 anos. Ao exame, 57% apresentavam alterações e 49% relatavam fragilidade ungueal. Os três primeiros dedos das mãos foram os mais acometidos. A onicosquizia associou-se com onicofagia (OR = 3,29), trabalhos domésticos (OR = 2,95) e contato com água (OR = 2,44). A onicorrexe teve a mais forte associação com a percepção de fragilidade ungueal (OR = 17,89). A fragilidade foi mais percebida em negras, pardas e atópicas e associou-se com humor depressivo.

Palavras-chave: Asma; Depressão; Distribuição por raça ou etnia; Doenças da unha; Fatores de risco

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações