Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

28

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

28

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 89 Número 1




Voltar ao sumário

 

Síndrome em Questão

Síndrome em Questão

Syndrome in question*


Ana Cláudia Mendes do Nascimento1; Daniela Barros Cortez Gaspardo1; Tatiana Mimura Cortez1; Hélio Amante Miot2

1. Médicas - Residentes do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (FMB-UNESP) - Botucatu (SP), Brasil
2. Doutor - Professor-assistente do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (FMB-UNESP) - Botucatu (SP), Brasil

 

Recebido em 13/3/2013
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 01/4/2013
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Nascimento ACM, Gaspardo DBC, Cortez TM, Miot HA. Síndrome em questão. An Bras Dermatol. 2014;89(1):181-3.

Correspondência:

Hélio Amante Miot
Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (UNESP)
18618-000 - Botucatu - SP Brasil
Email: heliomiot@fmb.unesp.br

 

Resumo

Apresentamos um paciente masculino, de 40 anos de idade, com diagnóstico estabelecido de doença de Behçet, que evoluiu com crises recorrentes de policondrite auricular bilateral. A síndrome MAGIC (Mouth and Genital Ulcers with Inflamed Cartilage) é incomum e reúne pacientes com tal quadro clínico sem, necessariamente, preencher critérios clínicos para doença de Behçet ou de policondrite recidivante, evidenciando uma enfermidade independente.

Palavras-chave: Estomatite aftosa; Policondrite recidivante; Síndrome de Behçet; Vasculite

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações