Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 89 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Queratose pilar e prevalência de acne vulgar: um estudo transversal*

Keratosis pilaris and prevalence of acne vulgaris: a cross-sectional study*


Juliano Vilaverde Schmitt1; Brunno Zeni de Lima2; Monique Carolina Meira do Rosário de Souza2; Hélio Amante Miot1

1. Doutor; professor-assistente do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (FMB-Unesp) - Botucatu (SP), Brasil
2. Médico(a) residente do serviço de dermatologia do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba, da Faculdade Evangélica do Paraná (Huec-Fepar) - Curitiba (PR), Brasil.

Recebido em 04.01.2013.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 27.01.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Schmitt JV, Lima BZ, Souza MCMR, Miot HA. Queratose pilar e prevalência de acne vulgar: um estudo transversal. An Bras Dermatol. 2014;89(1):91-5.

Correspondência:

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA:
Juliano Vilaverde Schmitt
Av. Sete de Setembro, 4713 - Água Verde
80240-000 - Curitiba - PR Brasil
E-mail: julivs@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A acne vulgar tem predisposição genética importante, assim como a queratose pilar. Observações clínicas sugerem que os pacientes com queratose pilar têm acne menos frequente e menos grave, porém não encontramos estudos a esse respeito.
OBJETIVO: Determinar se a presença de queratose pilar está associada à menor prevalência e gravidade da acne.
MÉTODOS: Estudo transversal foi realizado com pacientes dermatológicos com idade entre 14 e 35 anos. Avaliamos a história clínica, o grau da acne, as variáveis demográficas, os antecedentes atópicos, o tabagismo e o uso de contraceptivos hormonais. Dois grupos foram definidos pela presença ou ausência de queratose pilar moderada a intensa nos braços e comparados bivariadamente e por regressão logística múltipla.
RESULTADOS: Incluímos 158 pacientes (66% de mulheres) com idade mediana de 23 ± 11; 26% apresentavam queratose pilar, a qual esteve associada com histórico de atopia (OR = 2,80 [1,36 a 5,75]; p < 0,01). Acne esteve presente em 66%, havendo associação com história familiar de acne (OR = 5,75 [2,47 a 13,37]; p < 0,01). Em análise bivariada e multivariada, o grupo com queratose pilar teve histórico menos frequente de acne (OR = 0,32 [0,14 a 0,70]; p < 0,01).
CONCLUSÃO: A presença de queratose pilar moderada a intensa nos braços esteve associada a menor prevalência de acne vulgar e menor gravidade das lesões faciais em adolescentes e adultos jovens.

Palavras-chave: Acne vulgar; Ceratose; Cromossomos humanos par 18; Fatores de risco

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações