Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

33

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

33

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 89 Número 2




Voltar ao sumário

 

Qual é seu diagnóstico?

Caso para diagnóstico*

Case for diagnosis*


Camila Bueno Requena; Hélio Amante Miot; Mariângela Esther Alencar Marques; Luciane Donida Bartoli Miot

Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP) - Botucatu (SP), Brasil

Recebido em 11.04.2013.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 24.04.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Requena CB, Miot HA, Marques MEA, Miot LDB. Caso para diagnóstico: paquidermodactilia. An Bras Dermatol. 2014;89(2):365-6.

Correspondência:

Hélio Amante Miot
Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Botucatu
18618-000 - São Paulo - SP Brasil
E-mail: heliomiot@fmb.unesp.br

 

Resumo

Paquidermodactilia é uma forma rara e benigna de fibromatose digital adquirida, caracterizada pelo aumento de partes moles em torno das falanges proximais e articulações interfalangeanas. Sua etiologia permanece desconhecida, embora seja sugerido que traumas mecânicos repetidos, como entrelaçamento ou fricção dos dedos, levariam ao desenvolvimento desse espessamento cutâneo. Relatamos o caso de um jovem com espessamento da pele em torno das articulações dos quirodáctilos e hábito compulsivo de manipular os dedos das mãos. A histopatologia revelou hiperqueratose, discreta papilomatose, leve aumento dos fibroblastos e mucinose dérmica. As lesões regrediram parcialmente após suspensão da manipulação dos dedos.

Palavras-chave: Dermatologia; Osteoartropatia hipertrófica primária; Transtorno obsessivo-compulsivo

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações