Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 89 Número 4




Voltar ao sumário

 

Investigação

Tradução, adaptação cultural e validação do questionário de qualidade de vida norte-americano Skindex-29*

Translation, cultural adaptation, and validation of the American Skindex-29 quality of life index*


Henrique Ribeiro de Paula1; Alessandra Haddad1; Mariana Alves Weiss1; Gal Moreira Dini1,2; Lydia Masako Ferreira1

1. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - São Paulo (SP), Brasil
2. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) - São Paulo (SP), Brasil

Recebido em 17.01.2013.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 15.08.2013.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Paula HR, Haddad A, Weiss MA, Dini GM, Ferreira LM. Tradução, adaptação cultural e validação do questionário de qualidade de vida norte-americano Skindex-29. An Bras Dermatol. 2014;89(4):600-7.

Correspondência:

Henrique Ribeiro de Paula
Rua Napoleão de Barros, 715 Vila Clementino
04024-002 - São Paulo - SP Brasil
E-mail: henriqueribeirodepaula@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Entender a qualidade de vida dos pacientes com doenças dermatológicas é crucial. O Skindex-29, um dos questionários de qualidade de vida específicos para dermatologia mais usados internacionalmente, foi originalmente desenvolvido em inglês, e sua tradução e validação vai permitir o seu uso em nossa realidade.
OBJETIVOS: Traduzir o questionário Skindex-29 para o português e verificar suas propriedades de medida, permitindo seu uso em pesquisas no Brasil.
MÉTODO: Na primeira fase do projeto, foi realizada a tradução da versão original em inglês para o português, seguindo normas para adaptação cultural de instrumentos de qualidade de vida em saúde. Na segunda fase, que consistiu na avaliação das propriedades de medida, questionários foram aplicados a pacientes que não apresentavam lesões na face (pouco afetados) e a pacientes com dermatites inflamatórias com lesões na face de mais de 3 cm de diâmetro (muito afetados). Os questionários aplicados foram a versão traduzida do Skindex-29 e os já consagrados questionários DLQI e SF-36. A uma parte dos pacientes, foi reaplicado o Skindex-29 uma semana após a primeira entrevista, pelo mesmo avaliador, para acessar a reprodutibilidade. A avaliação estatística foi feita por meio do teste t de Student, do coeficiente alfa de Cronbach, do coeficiente de correlação de Spearman e da correlação intraclasse.
RESULTADOS: Observou-se confiabilidade significativa para a escala global do Skindex-29 (α = 0,934), bem como para os domínios emoções (α = 0,926), sintomas (α = 0,702) e funcionalidade (α = 0,860). Na avaliação da reprodutibilidade, foi constatada alta correlação intraclasse.
CONCLUSÕES: A versão em português do Skindex-29 apresentou índices significativos de reprodutibilidade e validade em nosso meio.

Palavras-chave: Dermatologia; Estudos de validação; Qualidade de vida; Questionários; Tradução

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações