Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 81 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Perfil histopatológico e imuno-histoquímico da leishmaniose tegumentar americana com ênfase nos dendrócitos dérmicos FXIIIa+

Histopathological and immunohistochemical profile of the American cutaneous leishmaniasis with emphasis on FXIIIa+ dermal dendrocytes


MARIA LUISA DUARTE1, MAYRA CARRIJO ROCHAEL2

1Mestra e Doutora em Patologia, Professora Adjunta da Disciplina de Medicina Legal e Ética Médica do Departamento de Patologia da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - (UNCISAL) - Maceió - (Al), Brasil.
2Doutora em Patologia, Professora adjunta do Departamento de Patologia, Coordenadora do Setor de Dermatopatologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) - Niterói - Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Recebido em 03.05.2006. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 22.11.2006. Trabalho realizado no Departamento de Patologia da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - (UNCISAL), Maceió - (Al), Brasil, e no Departamento de Patologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) - Niterói - (RJ), Brasil. Conflito de interesse declarado: Nenhum _Como citar este artigo:_ Duarte ML, Rochael MC. Perfil histopatológico e imuno-histoquímico da leishmaniose tegumentar americana com ênfase nos dendrócitos dérmicos FXIIIa+. An Bras Dermatol. 2006;81(6):541-8.

Correspondência:
Maria Luisa Duarte Conjunto Jardim Petrópolis II-E, nº 55, Santa Amélia 57063-210 - Maceió - Alagoas Tel: (82) 3314-1415, (82) 9972-5571 Fax: (82)3314-2619 "E-mail":maraluduarte@uol.com.br

 

Resumo

*Fundamentos:* Leishmaniose tegumentar é doença parasitária infecciosa que apresenta aspectos imunológicos relevantes. *Objetivo:* Estudar a histopatologia e aspectos imuno-histoquímicos de 21 biópsias de leishmaniose tegumentar. *Métodos:* Anticorpo policlonal anti-Leishmania foi utilizado para identificação das leishmânias. A classificação histopatológica adotada foi em grupos padrões de I a V. Foram analisados os dendrócitos dérmicos FXIIIa+, células de Langerhans CD1a+, macrófagos CD68+, linfócitos B CD20+ e T CD3+. As células FXIIIa+ foram quantificadas na derme papilar e comparadas a peles normais obtidas de área não exposta à luz solar, sendo o número de células FXIIIa+ avaliado estatisticamente através do teste de Mann-Whitney. As demais células foram contadas semiquantitativamente. *Resultados:* Entre os grupos histopatológicos, predominaram os I e II. Não houve diferença estatisticamente significante (p=0,157) entre o número de células FXIIIa+ na leishmaniose e na pele normal. Não foi observada diferença si ificante entre a presença das células CD1a+, CD68+, CD20+ e CD3+, quando comparadas entre si ou com as células FXIIIa+. *Conclusão:* Não houve diferença no número de células dendríticas FXIIIa+ entre a leishmaniose e pele normal. No entanto, sugere-se que mais estudos sejam necessários para se entender o papel dessas células na leishmaniose.

Palavras-chave: AUTO-IMUNIDADE, CÉLULAS DENDRÍTICAS, FATOR XIIIA, LEISHMANIOSE CUTÂNEA

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações