Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

14

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

14

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 89 Número 5




Voltar ao sumário

 

Educação médica continuada

Exames complementares no diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana*

Complementary exams in the diagnosis of american tegumentary leishmaniasis*


Ciro Martins Gomes1; Natália Aparecida de Paula2; Orlando Oliveira de Morais1; Killarney Ataíde Soares1; Ana Maria Roselino2; Raimunda Nonata Ribeiro Sampaio1

1. Universidade de Brasília (UnB) - Brasília (DF), Brasil
2. Universidade de São Paulo (USP) - Ribeirão Preto (SP), Brasil

 

Recebido em 24.12.2012
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 25.02.2013
Suporte Financeiro: Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do HC-FMRP-USP - FAEPA e Decanato de Pesquisa e Pós-graduação (DPP) - Universidade de Brasília - UnB
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Gomes CM, Paula NA, Morais OO, Soares KA, Roselino AMF, Sampaio RNR. Exames complementares no diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana. An Bras Dermatol. 2014;89(5):701-12.

Correspondência:

Ciro Martins Gomes
Hospital Universitário de Brasília
SGAN 605, Av. L2
Norte 70910-900 - Brasília - DF Brasil
E-mail: ciromgomes@gmail.com

 

Resumo

O diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana é uma tarefa difícil, porém essencial, quando considerada a toxicidade das drogas disponíveis para o seu tratamento. Desde a descoberta do parasito Leishmania, inúmeros testes vêm sendo desenvolvidos. No entanto, nenhum exame hoje disponível pode ser considerado padrão-ouro por não agregar acurácia suficiente para a detecção da doença. Conhecimento epidemiológico e caracterização clínica da leishmaniose tegumentar americana são preceitos fundamentais da prática dermatológica e indispensáveis na utilização racional das técnicas disponíveis para o seu diagnóstico. No presente artigo, tem-se por objetivo, através de extensa revisão da literatura, relembrar conceitos fundamentais, inerentes a qualquer prova diagnóstica. Posteriormente, com base nestas informações, serão contempladas as características dos exames subsidiários, incluindo o teste imune celular in vivo - intradermorreação de Montenegro - e testes sorológicos humorais, além da detecção do parasito por exame direto, histopatológico ou cultura. Por último, serão abordadas as novas tecnologias e opções para a pesquisa do agente etiológico da leishmaniose tegumentar americana. A Biologia Molecular constitui ferramenta promissora e possibilita a rápida identificação da espécie envolvida. Espera-se, ainda, propiciar aos dermatologistas revisão pormenorizada sobre esta doença de grande morbidade e auxiliá-los em seu difícil manejo.

Palavras-chave: Biologia molecular; Dermatologia; Diagnóstico; Leishmaniose mucocutânea; Reação em cadeia da polimerase; Testes sorológicos

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações