Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

31

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

31

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 90 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Comparação entre os aspectos histopatológicos da hanseníase em lesões de estados reacionais em pacientes coinfectados e não coinfectados com HIV*

Comparison between histopathologic features of leprosy in reaction lesions in HIV coinfected and non-coinfected patients*


Carla Andréa Avelar Pires1,2; Maraya de Jesus Semblano Bittencourt1; Marília Brasil Xavier1,2; Mario Fernando Ribeiro de Miranda1; Arival Cardoso de Brito1

1. Universidade Federal do Pará (UFPA) - Belém (PA), Brasil
2. Universidade do Estado do Pará (UEPA) - Belém (PA), Brasil

Recebido em 10.08.2013.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 03.02.2014.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Pires CAA, Miranda MFR, Bittencourt MJS, Brito AC, Xavier MB. Comparação entre os aspectos histopatológicos da hanseníase em lesões de estados reacionais em pacientes coinfectados e não coinfectados com HIV. An Bras Dermatol. 2015;90(1):26-33.

Correspondência:

Carla Andréa Avelar Pires
Av Generalíssimo Deodoro, 92 Umarizal
66055-240 - Belém - PA Brasil
E-mail: carlaavelarpires@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A hanseníase e o HIV têm se mostrado doenças de grande impacto na saúde pública do Brasil. Pacientes coinfectados por ambas parecem apresentar um maior risco de reações hansênicas.
OBJETIVO:
O escopo deste estudo é descrever os aspectos histopatológicos de lesões cutâneas durante os estados reacionais em um grupo de pacientes portadores de coinfecção HIV-hanseníase, comparando-os a pacientes com hanseníase, não coinfectados.
MÉTODOS: Foram formados dois grupos: grupo 1, composto por 40 pacientes coinfectados pelo HIV-hanseníase; grupo 2, composto por 107 pacientes com hanseníase. Os pacientes que apresentaram estados reacionais da hanseníase tiveram suas lesões biopsiadas e foram estudados comparativamente.
RESULTADOS: A reação reversa foi a mais frequente em ambos os grupos e o edema de derme foi o achado histopatológico mais frequente. No grupo 1, foram encontradas células gigantes em todos os resultados histopatológicos. O edema de derme foi o achado mais comum no eritema nodoso hansênico.
CONCLUSÕES: Poucas diferenças histopatológicas foram encontradas em ambos os grupos, sendo as mais significativas na reação reversa, contudo este fato deve ser analisado considerando-se a predominância da forma clínica BT no grupo de coinfectados e BB no grupo de pacientes sem HIV. Estudos prospectivos maiores em pacientes com coinfecção HIV-hanseníase são necessários para confirmar e expandir estes resultados.

Palavras-chave: Coinfecção; HIV; Hanseníase; Histologia

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações