Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

24

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

24

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 75 Número 3




Voltar ao sumário

 

Educação médica continuada

Herpes simples

Herpes simplex


OMAR LUPI DA ROSA SANTOS1

1Mestre; Doutor em Dermatologia - UFRJ. Médico - HUCFF / UFRJ. Professor Titular - UNIG. Professor Adjunto - IPGMCC / PGRJ. Professor Assistente - UGF.

Recebido em 30.12.1999. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 26.5.2000. Trabalho realizado no Curso de Pós-graduação em Dermatologia - UFRJ e Serviço de Dermatologia do HUCFF/UFRJ.

Correspondência:
Omar Lupi Av. Lineu de Paula Machado, 76 / 302 Rio de Janeiro RJ 22470-040 "E-mail":omarlupi@rj.sol.com.br

 

Resumo

Herpes simples é moléstia infecciosa de etiologia viral, tendo o HSV como agente etiológico. As duas cepas do vírus produzem quadros de localização genital e extra-genital, muito prevalentes na população mundial. O controle efetivo do herpes simples é difícil de ser obtido devido à capacidade de latência do HSV, além das recorrências crônicas e variáveis. Novos quadros têm sido descritos em pacientes imunodeprimidos, tais como formas mais crônicas ou disseminadas da doença. Técnicas sorológicas mais específicas já permitem diagnóstico preciso e eficiente da doença. As drogas antiherpéticas têm ação efetiva contra o vírus, poucos efeitos colaterais e esquemas posológicos cada vez mais cômodos aos pacientes com primoinfecção herpética ou recorrência. Novas vacinas específicas, incluindo as de subunidades e as gênicas, devem facilitar o controle da doença nos próximos anos.

Palavras-chave: DROGAS ANTI-HERPÉTICAS, VACINAS., HERPES GENITAL, HERPES LABIAL, HERPES SIMPLES

© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações