Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

37

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 90 Número 3




Voltar ao sumário

 

Investigação

Acometimento ungueal em pacientes adultos com psoríase vulgar: prevalência e características clínicas*

Nail involvement in adult patients with plaque-type psoriasis: prevalence and clinical features*


Karen Regina Rosso Schons1; André Avelino Costa Beber2; Maristela de Oliveira Beck2; Odirlei André Monticielo3

1. Universidade de Passo Fundo (UPF) - Passo Fundo (RS), Brasil
2. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) - Santa Maria (RS), Brasil
3. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Porto Alegre (RS), Brasil

Recebido em 01.06.2014
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 13.07.2014
Suporte Financeiro: None
Conflito de Interesses: None
Como citar este artigo: Schons KRR, Beber AAC, Beck MO, Monticielo OA. Acometimento ungueal em pacientes adultos com psoríase vulgar: prevalência e características clínicas. An Bras Dermatol. 2015;90(3):312-7.

Correspondência:

Karen Regina Rosso Schons
BR 285, São José
99052-900 - Passo Fundo - RS Brasil
E-mail: ka.bras@bol.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTO: A psoríase é uma doença de distribuição universal, com prevalência em torno de 1% a 3%. Sua forma ungueal tem prevalência estimada de 50% dos casos; na presença de artrite, pode chegar a 80%.
OBJETIVOS: Estudar as alterações ungueais e suas implicações clínicas em pacientes portadores de psoríase vulgar atendidos em hospital universitário do sul do Brasil.
MÉTODOS: Estudo transversal avaliou 65 pacientes adultos entre janeiro de 2012 e março de 2013. O acometimento cutâneo foi quantificado pelo índice Pasi (psoriasis area and severity index), e o ungueal, pelo Napsi (nail psoriasis severity index). A artrite psoríaca foi estabelecida pelos critérios Caspar (classification criteria for psoriatic arthritis).
RESULTADOS: A prevalência de psoríase ungueal (PU) foi de 46,1%. Esses pacientes apresentaram mediana (com intervalo interquartil) do Napsi de 1 (0-15). Um total de 63,3% dos pacientes relataram incômodo estético ou prejuízo funcional relacionado às lesões nas unhas. O principal sinal encontrado foi a onicólise (80%). Quando comparados aos pacientes sem acometimento ungueal, os pacientes com PU apresentaram menor idade de início da psoríase [21 (18-41) vs 43 (30-56) anos; p = 0,001]; maior tempo de doença [15,5 (10-24) vs 6 (2-12); p = 0,001]; maior escore do Pasi [9,2 (5-17) vs 3,7 (2-10); p = 0,044]; e maior frequência de relato de história familiar (40% vs 7,4%; p = 0,011) e de artrite psoríaca (43,3 vs 3,7; p = 0,002).
CONCLUSÃO: Onicólise foi a alteração ungueal mais frequentemente encontrada. A maioria dos pacientes portadores de PU relatou incômodo estético ou funcional associado ao quadro.

Palavras-chave: Dermatologia; Psoríase; Unhas

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações