Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

4

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 90 Número 3 S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Pitiríase liquenoide e varioliforme aguda após vacina contra Influenza*

Pityriasis lichenoides et varioliformis acuta after influenza vaccine*


Breno Augusto Campos de Castro; Juliana Milagres Macedo Pereira; Renata Leal Bregunci Meyer; Fernanda Marques Trindade; Moises Salgado Pedrosa; André Costa Cruz Piancastelli

Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais - Belo Horizonte (MG), Brasil

Recebido em 28.02.2014.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 30.04.2014.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Castro BAC, Pereira JMM, Meyer RLB, Trindade FM, Pedrosa MS, Piancastelli ACC. Pitiríase liquenoide e varioliforme aguda após vacina contra Influenza. An Bras Dermatol. 2015;90(3 Supl 1):S178-81

Correspondência:

Breno Augusto Campos de Castro
Av. do Contorno, 2787 Bairro Santa Efigênia
30110-017 - Belo Horizonte - MG Brasil
E-mail: dermatobreno@yahoo.com.br

 

Resumo

A etiologia da pitiríase liquenoide é desconhecida. Uma das teorias aceitas admite que seja uma resposta inflamatória a antígenos extrínsecos, como agentes infecciosos, fármacos e vacinas. Na literatura médica recente, apenas a vacina tríplice viral (caxumba, sarampo e rubéola) foi associada à ocorrência desta doença. Ilustramos um caso de paciente de 12 anos, sexo masculino, hígido, que, cinco dias após vacinação contra Infl uenza, desenvolveu pápulas eritematosas em tronco, abdome e membros, algumas com crostas hemáticas aderidas, e sintomas sistêmicos associados. O presente relato de caso destaca-se por tratar-se do primeiro caso de pitiríase liquenoide e varioliforme aguda associado à vacina contra Influenza.

Palavras-chave: Criança; Pitiríase liquenoide; Tetraciclina; Vacinas contra influenza

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações