Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 90 Número 3 S1




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Lúpus induzido por droga com vasculite leucocitoclástica: uma rara manifestação associada ao adalimumabe*

Drug-induced lupus with leukocytoclastic vasculitis: a rare expression associated with adalimumab*


Carolina Forte Amarante; Livia Mendes Sabia Acedo; Fátima Maria de Oliveira Rabay; Benedito do Espírito Santo Campos; Márcia Lanzoni de Alvarenga Lira; Samuel Henrique Mandelbaum

Universidade de Taubaté (Unitau) - Taubaté (SP), Brasil

Recebido em 12.07.2014.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 04.08.2014.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Amarante CF, Acedo LMS, Rabay FMO, Campos BES, Alvarenga Lira ML, Mandelbaum SH. Lúpus induzido por droga com vasculite leucocitoclástica: uma rara manifestação associada ao adalimumabe. An Bras Dermatol. 2015;90(3 Supl 1):S119-22.

Correspondência:

Carolina Forte Amarante
Avenida Granadeiro Guimarães, 270 Centro
12020-130 - Taubaté - SP Brasil
E-mail: carol_amarante88@hotmail.com

 

Resumo

Síndrome lupus-like induzida por antagonistas do TNF-α é uma condição rara que acomete predominantemente mulheres (4:1) com idade média ao início de 46 a 51 anos. Ocorre após exposição aos antagonistas do TNF-α e desaparece após a suspensão desses agentes. O seu mecanismo patogenético não está totalmente definido. Propõe-se que a medicação induza apoptose, levando a um acúmulo de antígenos nucleossomais das células em apoptose e, assim, à produção de autoanticorpos em indivíduos susceptíveis. As manifestações cutâneas mais comuns são exantema maculopapular, rash malar, alopecia, fotossensibilidade e, mais raramente, vasculite. As extracutâneas são febre, perda de peso, artrite ou artralgia, miosite e alterações hematológicas. O fator antinuclear pode ser positivo em 80% dos casos, e o anticorpo anti-histona é considerado marcador da doença. O tratamento corresponde à suspensão da droga. Relatamos um caso raro de lúpus eritematoso cutâneo subagudo com vasculite leucocitoclástica induzido por adalimumabe em um paciente de 42 anos.

Palavras-chave: Exposição a agentes biológicos; Fator de necrose tumoral alfa; Vasculite leucocitoclástica cutânea

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações