Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

31

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

31

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 90 Número 5




Voltar ao sumário

 

Investigação

Líquen plano pilar: estudo retrospectivo de 80 casos*

Lichen planopilaris epidemiology: a retrospective study of 80 cases*


Vanessa Cristina Soares; Fabiane Mulinari-Brenner; Tatiane Elen de Souza

Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Curitiba(PR), Brasil

Recebido em 09.08.2014.
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 12.11.2014.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Soares VC, Mulinari-Brenner F, Souza TE. Líquen plano pilar: estudo retrospectivo de 80 casos. An Bras Dermatol. 2015;90(5):666-70.

Correspondência:

Vanessa Cristina Soares
181, General Carneiro St. Alto da Glória
80060-900 - Curitiba - PR Brasil
Email: vanesoares@yahoo.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: O líquen plano pilar é uma forma frequente de alopecia cicatricial primária. A distribuição das lesões no couro cabeludo caracteriza as principais formas clínicas. Três variantes clínicas do líquen plano pilar podem, classicamente, ser observadas: a forma clássica, a alopecia frontal fibrosante e a síndrome de Graham-Little Piccardi-Lassueur.
OBJETIVO: Descrição dos achados clínicos, dermatoscópicos e histopatológicos do líquen plano pilar e suas variantes em dois centros de atendimento, um público e um privado.
MÉTODO: Foi realizado um estudo observacional e retrospectivo por meio da revisão de prontuários de pacientes com diagnóstico de líquen plano pilar.
RESULTADOS: Foram incluídos 80 pacientes, com análise de dados demográficos e dados relacionados à doença. Dentre os 80 pacientes, 73 (91,25%) eram mulheres. O fototipo II foi visto em 53 (66,25%) pacientes. A forma clássica de líquen plano pilar foi encontrada em 62,5% dos pacientes; a alopecia frontal fibrosante, em 31%; e 1 paciente apresentou critérios para a síndrome de Graham-Little Piccardi-Lassueur. Quanto à distribuição das placas de alopecia no couro cabeludo, 47 (58,75%) pacientes tinham placas aleatórias, 24 (30%), distribuição central, 29 (36,25%) apresentavam acometimento na região frontal marginal e 4 (5%) mostravam acometimento do vértice. Conclusões: O conhecimento das formas clínicas do líquen plano pilar é fundamental para o diagnóstico desta forma de alopecia. O reconhecimento da variedade de apresentação deve ser observado a fim de facilitar o diagnóstico diferencial com outras causas de queda de cabelo.

Palavras-chave: Alopecia; Cabelo; Cicatriz; Couro cabeludo; Dermatoses do couro cabeludo; Líquen plano; Mulheres; Pós-menopausa

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações