Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

14

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

14

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 91 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Tradução, adaptação cultural e validação para o português do Brasil do instrumento Cardiff Acne Disability Index (CADI)*

Translation, cultural adaptation and validation for Brazilian Portuguese of the Cardiff Acne Disability Index instrument*


Luciana Rosa Grando; Roberta Horn; Vivian Trein Cunha; Tania Ferreira Cestari

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFRGS) - Porto Alegre (RS), Brasil

Recebido em 25.01.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 18.05.2015
Suporte Financeiro: Nenhum.
Conflito de Interesses: Nenhum.
Como citar este artigo: Grando LR, Horn R, Cunha VT, Cestari TF. Tradução, adaptação cultural e validação para o português do Brasil do instrumento Cardiff Acne Disability Index (CADI). An Bras Dermatol. 2016;91(2):180-6.

Correspondência:

Luciana Rosa Grando
Avenida Luiza Manoel Gonzaga, 23/902 Petrópolis
90470-280 Porto Alegre, RS. Brasil
Email: lucianarosa920@hotmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: O Cardiff Acne Disability Index foi originalmente desenvolvido no inglês para mensurar a qualidade de vida de pacientes com acne. Considerando o impacto psicossocial desta doença, é importante que haja instrumentos culturalmente e linguisticamente validados para o uso em adolescentes brasileiros.
OBJETIVO: Traduzir o Cardiff Acne Disability Index para o português falado no Brasil, adaptá-lo culturalmente e determinar sua confiabilidade e validade em adolescentes brasileiros com acne.
MÉTODOS: Na primeira etapa, o Cardiff Acne Disability Index foi traduzido e validado para o português do Brasil de acordo com as diretrizes internacionais publicadas. Na segunda etapa, foi realizada a validação do instrumento Cardiff Acne Disability Index para o português falado no Brasil, em que foram selecionados pacientes de 12 a 20 anos com acne. Os participantes foram entrevistados para coleta de dados demográficos, submetidos à classificação da acne pelo sistema Global Acne Grading System e convidados a responder à versão Cardiff Acne Disability Index para o português falado no Brasil e aos questionários DLQI (>16 anos) ou CDLI (<16 anos). A consistência interna do Cardiff Acne Disability Index para o português falado no Brasil foi avaliada pelo coeficiente alfa de Cronbach, e a validade concorrente pelo coeficiente de correlação de Spearman e Teste t de Student para amostras pareadas.
RESULTADOS: Participaram do estudo 100 adolescentes. A versão Cardiff Acne Disability Index para o português falado no Brasil apresentou boa confiabilidade e consistência interna (coeficiente alfa de Cronbach = 0,73). A validade concorrente da escala foi sustentada por uma correlação forte e significativa com os instrumentos CDLQI/DLQI (rs=0,802; p<0,001). A confiabilidade teste-reteste atestou boa reprodutibilidade da escala (ICC=0,89).
CONCLUSÕES: A versão Cardiff Acne Disability Index para o português falado no Brasil é uma ferramenta confiável e válida para mensurar o impacto da acne na qualidade de vida de pacientes adolescentes brasileiros.

Palavras-chave: Acne vulgar; Adolescente; Estudos de validação; Qualidade de vida; Questionários; Tradução

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações