Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 91 Número 4




Voltar ao sumário

 

Revisão

Dermatite atópica: alergodermatite ou neuroimunodermatite?*

Atopic dermatitis: allergic dermatitis or neuroimmune dermatitis?*


Neide Kalil Gaspar1; Márcia Kalil Aidé2

1. Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói (RJ), Brasil
2. Clínica particular – Niterói (RJ), Brasil

Recebido em 11.11.2014
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 16.04.2015
Suporte Financeiro: Nenhum.
Conflito de Interesses: Nenhum.
Como citar este artigo: Kalil-Gaspar N, Aidê MK. Dermatite atópica: alergodermatite ou neuroimunodermatite? An Bras Dermatol. 2016;91(4):479-88.

Correspondência:

Neide Kalil Gaspar
Rua Mariz e Barros, 297 Icaraí
24220-120 – Niterói, RJ Brasil
Email: neide2605@yahoo.com.br

 

Resumo

Avanços no conhecimento das relações neurocelulares têm fornecido novos rumos no entendimento e tratamento de numerosas situações, entre as quais a dermatite atópica. Sabemos que estímulos emocionais, físicos, químicos ou biológicos podem gerar respostas mais acentuadas em portadores de atopia do que em indivíduos não atópicos. Porém, a complexa rede de controle percorrida por estes estímulos, sobretudo pelos neuropeptídeos e pelas neurotrofinas, e suas relações genéticas ainda guardam segredos a serem desvendados. Prurido e hiper-responsividade das vias aéreas, principais aspectos da atopia, são associados à disrupção da rede de atividade neurossensorial. O aumento da inervação epidérmica e da produção de neurotrofinas, neuropeptídeos, proteases e citocinas, além de suas relações com os receptores sensoriais em uma epiderme pobre em manto lipídico, são os aspectos abordados na atualidade para a compreensão da dermatite atópica.

Palavras-chave: Citocinas; Dermatite atópica; Neuropeptídeos

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações