Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

3

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

3

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 91 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Análise epidemiológica das dermatoses ocupacionais notificadas no Brasil no período de 2007 a 2012*

Epidemiological analysis of occupational dermatitis notified in Brazil in the period 2007 to 2012*


Gabriela Yumi Plombom; Mariana Santos de Oliveira; Fernanda Lika Tabushi; Amanda Joekel Kassem; Kátia Sheylla Malta Purim; Renato Mitsunori Nisihara

Universidade Positivo – Curitiba (PR), Brasil

Recebido em 27.05.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 03.11.2015
Suporte financeiro: nenhum
Conflito de interesses: nenhum
Como citar este artigo: Plombom GY, Oliveira MS, Tabushi FL, Kassem AJ, Purim KSM, Nisihara RM. Análise epidemiológica das dermatoses ocupacionais notificadas no Brasil no período de 2007 a 2012. An Bras Dermatol. 2016;91(6):732-6.

Correspondência:

Renato Mitsunori Nisihara
R. Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 Campo Comprido
81280-330 - Curitiba - PR Brazil
Email: renatonisihara@up.edu.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: As dermatoses ocupacionais afetam a qualidade de vida e a produtividade dos trabalhadores. Estudos sobre o assunto são escassos no Brasil. Estima-se que a doença seja subnotificada e que muitos pacientes acometidos não procurem atendimento.
OBJETIVOS: Realizar uma análise epidemiológica das dermatoses ocupacionais notificadas via SINAN, no Brasil, no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2012; traçar perfil do paciente atendido; e verificar os principais agentes etiológicos envolvidos.
MÉTODOS: Foram analisadas as fichas de notificação compulsória de casos de dermatoses ocupacionais preenchidas em todo o território nacional durante o período de janeiro de 2007 a dezembro de 2012.
RESULTADOS: No período estudado, foram notificados 3.027 casos de dermatoses ocupacionais no Brasil. Em 61,4% dos casos, tratava-se de homens. A idade variava entre 35-49 anos em 39,6% dos casos. O agente etiológico mais descrito foi o cromo, com 13,9% do total. O local do corpo mais acometido foi a mão, com 28,4% dos casos. O setor da construção civil está implicado em 28,7% dos casos e serviços domésticos, em 18%. A dermatite de contato alérgica foi a dermatose ocupacional prevalente (20,6%), e a região com maior número de notificações foi a Centro-Oeste com 376,4 casos por milhão/habitantes.
CONCLUSÕES: O perfil do paciente mais acometido por dermatoses ocupacionais no Brasil no período estudado foi: homem, com ensino fundamental, idade entre 20 e 49 anos, atuando no setor de construção civil. As dermatoses ocupacionais mais frequentes foram as dermatites de contato alérgicas causadas por cromo após anos de exposição, sendo as mãos e a cabeça as partes do corpo mais acometidas.

Palavras-chave: Dermatite ocupacional; Exposição ocupacional; Saúde do trabalhador

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações