Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 1




Voltar ao sumário

 

Investigação

Reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos (DRESS) e sua relação com a autoimunidade em um centro de referência no México*

Drug reaction with eosinophilia and systemic symptoms (DRESS) and its relation with autoimmunity in a reference center in Mexico*


Juan Manuel Ruiz Matta; Silvia Méndez Flores; Judith Domínguez Cherit

Departamento de Dermatologia, Instituto Nacional de Ciencias Médicas y Nutrición Salvador Zubirán – Cidade do México, México

Recebido em 28.09.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 21.02.2016
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Ruiz-Matta JM, Mendez-Flores S, Dominguez-Cherit J. Reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos (DRESS) e sua relação com a autoimunidade em um centro de referência no México. An Bras Dermatol. 2017;92(1):29-33.

Correspondência:

Juan Manuel Ruiz Matta
Avenida Vasco de Quiroga No.15, Colonia Belisario Domínguez Sección XVI, Delegación Tlalpan
C.P.14080, México Distrito Federal
Email: juanruizmatta@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos é um evento adverso grave a medicamentos, com uma mortalidade relatada de 10%. Resultados observados a longo prazo envolvem falência de órgãos e doenças autoimunes em algumas populações.
OBJETIVO: Avaliar o prognóstico clínico de pacientes com reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos.
MÉTODOS: Foi realizada uma revisão retrospectiva em um hospital de referência na Cidade do México, em um período de 22 anos (1992-2013), buscando-se registros com diagnóstico de DRESS de acordo com os critérios RegiSCAR. Foram analisados características clínicas, falências de órgãos, fármacos responsáveis, tratamento e sequelas em curto e longo prazos.
RESULTADOS: Foram encontrados 11 pacientes com diagnóstico de reação a drogas, apresentando eosinofilia e síndrome com sintomas sistêmicos, sendo 7 do sexo feminino e 4 do sexo masculino, com idade média de 22 anos; 9 tinham erupção cutânea maculopapular e 2, eritrodérmica. Os órgãos afetados foram fígado (8/11) e rim (6/11), além de terem sido encontrados também distúrbios hematológicos (8/11). Os fármacos mais comuns foram antiepilépticos (63%). Foram administrados corticosteroides sistêmicos a 8 pacientes, sendo pielonefrite (1/8) e pneumonia (2/8) os eventos adversos dessa terapia. As sequelas a longo prazo foram: 1 paciente com insuficiência renal, 1 paciente com anemia crônica e 2 pacientes desenvolveram doenças autoimunes (um com doença tireoidiana autoimune e outro com doença tireoidiana autoimune e anemia hemolítica autoimune).
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: A natureza retrospectiva do estudo e o número limitado de pacientes com reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos.
CONCLUSÕES: A síndrome da reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos tem sido associada ao desenvolvimento de insuficiência orgânica crônica. Foram encontrados dois pacientes jovens que desenvolveram doenças autoimunes em curto prazo. Os pacientes com reação a drogas com eosinofilia e sintomas sistêmicos devem ter uma monitorização a longo prazo de sinais ou sintomas sugestivos de doença autoimune.

Palavras-chave: Doenças autoimunes; Erupções medicamentosas; Eosinofilia

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações