Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 1




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Incidência de rash cutâneo, síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica tóxica em pacientes em uso de lamotrigina: revisão sistemática de 122 estudos clínicos randomizados*

Identifying the incidence of rash, Stevens-Johnson syndrome and toxic epidermal necrolysis in patients taking lamotrigine: a systematic review of 122 randomized controlled trials*


Romi Bloom1; Kyle T. Amber2

1. Northshore University Health System, University of Chicago Pritzker School of Medicine – Chicago, Illinois
2. Departamento de Dermatologia, University of California Irvine, – Irvine, California

Recebido em 24.11.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 20.02.2016
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Bloom R, Amber KT. Incidência de rash cutâneo, síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica tóxica em pacientes em uso de lamotrigina: revisão sistemática de 122 estudos clínicos randomizados. 2017;92(1):130-1.

Correspondência:

Dr. Kyle T. Amber
118 Med Surg I
Irvine, CA 92697 EUA
E-mail: kamber@uci.edu

 

Resumo

A lamotrigina é um fármaco antiepiléptico utilizado no tratamento da epilepsia e do transtorno bipolar, além de ter inúmeras utilizações off-label. O aparecimento de rash cutâneo afeta significativamente seu uso. O evento adverso mais preocupante é a síndrome de Stevens-Johnson/necrólise epidérmica tóxica. Realizou-se revisão sistemática de estudos clínicos randomizados com a lamotrigina como monoterapia, para quantificar a incidência de reações cutâneas, particularmente síndrome de Stevens-Johnson/necrólise epidérmica tóxica. De um total de 4.364 artigos sobre lamotrigina, 122 preencheram os critérios de inclusão e exclusão. No total, 18.698 pacientes foram incluídos sendo que 1.570 (8,3%) apresentaram evento adverso dermatológico. A incidência de síndrome de Stevens-Johnson/necrólise epidérmica tóxica foi de 0,04%.

Palavras-chave: Sistemas de notificação de eventos adversos a medicamentos; Erupções medicamentosas; Toxicidade por fármacos; Síndrome de Stevens-Johnson

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações