Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 3




Voltar ao sumário

 

Revisão

Uma visão geral sobre oxidação na prática clínica do envelhecimento da pele*

An overview about oxidation in clinical practice of skin aging*


Silas Arandas Monteiro e Silva1; Bozena Michniak-Kohn2; Gislaine Ricci Leonardi3

1. Departamento de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) – São Paulo (SP), Brasil
2. Departamento de Farmacêutica, Rutgers-The State University of New Jersey, Ernest Mario School of Pharmacy – New Jersey, Estados Unidos
3. Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) – Campinas (SP), Brasil

Recebido em 07.12.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 05.05.2016
Suporte financeiro: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP/2013-01118-5) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ).
Conflito de interesse: Nenhum.
Como citar este artigo: Monteiro e Silva SA, Michniak-Kohn B, Leonardi GR. Uma visão geral sobre oxidação na prática clínica do envelhecimento da pele. An Bras Dermatol. 2017;92(3):373-81.

Correspondência:

Gislaine Ricci Leonardi
Universidade Estadual de Campinas
Rua Cândido Portinari, 200
13083-871 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: grleonardi@hotmail.com

 

Resumo

Radicais livres são espécies químicas instáveis, altamente reativas, sendo formadas pelas entidades celulares constituintes de diferentes tecidos. A produção aumentada dessas espécies, sem a devida eficiência de ação dos sistemas endógenos e exógenos antioxidantes, gera uma condição de estresse oxidativo, potencialmente provedora de desordens cutâneas que se estendem desde comprometimentos funcionais (câncer de pele, dermatites, processos inflamatórios crônicos e agudos) até condições de caráter estético, com a destruição de proteínas estruturais e alterações celulares, com surgimento de manchas, marcas e linhas de expressões e demais sinais inerentes ao processo de envelhecimento intrínseco e extrínseco da pele. Os compostos antioxidantes são substâncias químicas possivelmente utilizadas na prática clínica pela aplicação tópica, podendo contribuir no combate contras contra as espécies radicais responsáveis por diversos danos cutâneos. Neste trabalho são sumarizadas as principais evidências dos benefícios trazidos pela aplicação tópica de compostos antioxidantes na pele, discorrendo-se da amplitude de testes indicativos da ação antioxidante por ensaios in vitro/ex vivo e ensaios in vivo. Reconhece-se que uma amplitude de ensaios de performance de produtos deve ser explorada para identificar genuinamente a eficácia de produtos antioxidantes para um efeito anti-aging.

Palavras-chave: Antioxidantes; Compostos fenólicos; Envelhecimento; Envelhecimento da pele

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações