Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 3




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Melanoma vulvar: aspectos relevantes na abordagem terapêutica*

Vulvar melanoma: relevant aspects in therapeutic management*


Adriana Bittencourt Campaner1; Gustavo Leme Fernandes1; Fernanda de Araujo Cardoso1; John Verrinder Veasey2

1. Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – São Paulo (SP), Brasil
2. Clínica de Dermatologia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – São Paulo (SP), Brasil

Recebido em 17.07.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 12.03.2016
Suporte financeiro: Nenhum.
Conflito de interesse: Nenhum.
Como citar este artigo: Campaner AB, Fernandes GL, Cardoso FA, Veasey JV. Melanoma vulvar: aspectos relevantes na abordagem terapêutica. An Bras Dermatol. 2017;92(3):408-10.

Correspondência:

John Verrinder Veasey
Rua Dr. Cesário Mota Jr, 112 - Vila Buarque
01221-020 - São Paulo – SP - Brazil
E-mail: johnveasey@uol.com.br

 

Resumo

O câncer de vulva corresponde a menos de 1% das neoplasias malignas da mulher. Apesar de raro, o melanoma vulvar é o segundo tipo histológico de câncer vulvar, representando 7 a 10% de todas as neoplasias malignas vulvares. Os sintomas iniciais são inespecíficos e a suspeita diagnóstica indica exérese completa da lesão. O prognóstico e a sobrevida das pacientes são desfavoráveis e não se alteram independentemente do tipo de tratamento. A hemivulvectomia com esvaziamento linfonodal é o procedimento de escolha atualmente, podendo ou não ser acompanhada de terapêuticas adjuvantes. São relatados dois casos de pacientes com melanoma vulvar com diagnóstico tardio.

Palavras-chave: Histologia; Melanoma; Neoplasias vulvares; Prognóstico; Terapêutica

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações