Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

29

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

29

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 3




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Qualidade de vida de homens portadores de verrugas anogenitais*

Quality of life in men diagnosed with anogenital warts*


Caio Cavassan de Camargo1; Maria Paula Barbieri D'Elia2; Helio Amante Miot2

1. Departamento de Doenças Tropicais e Diagnósticos por Imagem da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-Unesp) – Botucatu (SP), Brasil
2. Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMBUnesp) – Botucatu (SP), Brasil

Recebido em 23.10.2015
Aprovado pelo Conselho Editorial e aceito para publicação em 16.05.2016
Suporte fnanceiro: Nenhum
Conflito de interesse: Nenhum
Como citar este artigo: Camargo CC, D’Elia MPB, Miot HA. Qualidade de vida de homens portadores de verrugas anogenitais. An Bras Dermatol. 2017;92(3):437-9.

Correspondência:

Caio Camargo
Departamento de Dermatologia e Radioterapia
Faculdade de Medicina de Botucatu — Unesp
Campus Universitário de Rubião Jr.
18618-000 - Botucatu - SP - Brasil
E-mail: caiocavassan@yahoo.com.br

 

Resumo

Verrugas anogenitais são um problema de saúde pública mundial. Consistem em proliferações epiteliais causadas pelo HPV, cuja transmissão ocorre preferencialmente por via sexual. Neste estudo, avaliamos seu impacto na qualidade de vida de adultos do sexo masculino. Foram entrevistados 88 homens em ambulatório de doenças sexualmente transmissíveis de instituição pública brasileira, utilizando o questionário DLQI-BRA. A maioria (81%) apresentou leve ou nenhum comprometimento da qualidade de vida. As principais dimensões afetadas foram vida sexual, sintomas e constrangimento. O baixo impacto na qualidade de vida pode justificar a demora na busca por tratamento médico, favorecendo a disseminação da doença.

Palavras-chave: Condiloma acuminado; Doenças urogenitais masculinas; Doenças virais sexualmente transmissíveis; Infecções por papillomavirus; Masculino; Qualidade de vida; Saúde do homem

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações