Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 4




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Histiocitose de células de Langerhans com comprometimento neurológico diagnosticada com base em lesão cutânea única*

Langerhans' cell histiocytosis with neurological injuries diagnosed from a single cutaneous lesion*


Andréa Bauer Bannach1; Maria Teresa Fernandes Castilho Garcia2; Deusita Fernandes Gandia Soares1; Antônio Luiz de Arruda Mattos3; Tomás Zecchini Barrese4; Marilda Aparecida Milanez Morgado de Abreu1

1. Serviço de Dermatologia do Hospital Regional de Presidente Prudente – Presidente Prudente (SP), Brasil
2. Serviço de Neurologia do Hospital Regional de Presidente Prudente – Presidente Prudente (SP), Brasil
3. Laboratório de Anatomia Patológica e Citopatologia do Hospital Regional de Presidente Prudente – Presidente Prudente (SP), Brasil
4. Serviço de Anatomia Patológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) – São Paulo (SP), Brasil

Recebido em 23.05.2015
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 11.10.2015
Suporte Financeiro: Nenhum.
Conflito de Interesses: Nenhum.
Como citar este artigo: Bannach AB, Garcia MTFC, Soares DFG, Mattos ALA, Barrese TZ, Morgado de Abreu MAM. Histiocitose de células de Langerhans com comprometimento neurológico diagnosticada com base em lesão cutânea única. An Bras Dermatol. 2017;92(4):541-4

Correspondência:

Marilda Aparecida Milanez Morgado de Abreu
Rua Brasil, 1.599 Centro
CEP 1790-000 Dracena, SP
E-mail: marilda@morgadoeabreu.com.br

 

Resumo

As histiocitoses são doenças raras, causadas pela proliferação de histiócitos. Sua patogênese permanece desconhecida, e a maior incidência ocorre na faixa etária pediátrica. As apresentações clínicas são variadas, em múltiplos órgãos e sistemas, e as lesões de pele nem sempre estão presentes. A evolução é imprevisível, e o tratamento depende da extensão e da gravidade da doença. Descreve-se o caso de um paciente com diversos sintomas neurológicos, extensamente investigados, que teve seu diagnóstico de histiocitose baseado em lesão cutânea única. Este relato destaca a importância da dermatologia no auxílio à investigação de casos difíceis na prática médica.

Palavras-chave: Granuloma eosinófilo; Histiocitose; Histiocitose de células de Langerhans

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações