Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 4




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Terapia fotodinâmica mediada por hematoporfirina para o tratamento de mancha em vinho do Porto em pacientes pediátricos*

Hemoporfin-mediated photodynamic therapy for the treatment of port-wine stain birthmarks in pediatric patients*


Yunjie Zhang1; Shuang Jiang2; Hongxia Chen1; Xianbiao Zou1

1. Departamento de Dermatologia do First Affiliated Hospital of PLA General Hospital – Beijing, China
2. Departamento de Hematologia do First Affiliated Hospital of PLA General Hospital – Beijing, China

Recebido em 29.08.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 09.01.2017
Suporte Financeiro: Clinical Scientific Research Supporting Fund of Chinese PLA General Hospital: 2015FC-TSYS-3045, 2014FC-TSYS-1014.
Conflito de Interesses: Nenhum.
Como citar este artigo: Zhang Y, Jiang S, Chen H, Zou X. Terapia fotodinâmica mediada por hematoporfirina para o tratamento de mancha em vinho do Porto em pacientes pediátricos. An Bras Dermatol. 2017;92(4):562-4

Correspondência:

Xianbiao Zou
NO.51 Fu Cheng Road
Beijing, China
E-mail: zouxianbiao25@sina.com

 

Resumo

A mancha em vinho do Porto é um tipo de telangiectasia superficial congênita comum da camada dérmica, que acomete principalmente a testa, a face e o pescoço. A pele afetada revela lesões avermelhadas ou púrpuras, anormais, que escurecem e engrossam com o passar do tempo. Alterações nodulares podem ocorrer com o avançar da idade. Caso não sejam tratadas, as manchas em vinho do Porto dificilmente regridem, o que pode causar sérios impactos psicológicos ao paciente ao longo dos anos, afetando sua qualidade de vida. Neste relato, concentramo-nos em dois casos de mancha em vinho do Porto em pacientes pediátricos; o paciente mais jovem tinha apenas um ano e meio de idade. Durante e após o tratamento, a terapia fotodinâmica mediada por hematoporfirina apresentou menos reações adversas, curto período de fotoproteção, fácil cuidado e boa eficácia.

Palavras-chave: Fotoquimioterapia; Pediatria; Relatos de casos

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações