Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 67 Número 6




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Prevalência de dermatoses em recém-nascidos no berçário de um hospital universitário

Prevalence of dermatoses in the newborn


LENINHA VALÉRIO DO NASCIMENTO1, ENI MENEZES ROZO2, SAMIRA YARAK2, SANDRA DURÃES COIMBRA2, JARBAS ANACLETO PORTO3

1Professora Adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
2Especialista em Dermatologia
3Professor Titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Trabalho realizado no Serviço de Pediatria e Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto - UERJ.

Correspondência:
Hospital Universitário Pedro Ernesto Av. 28 de Setembro, 87 - 2º andar 20551-030 - Rio de Janeiro - RJ

 

Resumo

Os autores realizaram o exame dermatológico em 289 recém-nascidos no berçário do Hospital Universitário Pedro Ernesto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, durante períodos variáveis, entre 1985 e 1989. O exame ocorreu desde algumas horas após o parto até 30 dias. Quinze crianças foram reexaminadas seis meses depois. A amostra constou de 151 crianças brancas (52,2%), 100 pardas (34,6%) e 38 negras (13,1%); 136 eram femininas e 153 masculinas. As dermatoses mais frequentes foram: manchas mongólicas 224 casos; mílio 175 e nevo vascular 111. Manifestações cutâneas de doenças sistêmicas não foram observadas.

Palavras-chave: DERMATOSES EM RECÉM-NASCIDOS, MANCHA MONGÓLICA, RECÉM-NASCIDO

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações