Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5




Voltar ao sumário

 

Dermatopatologia

As imunomarcações por Ki-67, queratina 16, involucrina e filagrina são suficientes para diagnosticar o nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear? Relato de oito casos e comparação com psoríase vulgar*

Is Ki-67, keratin 16, involucrin, and filaggrin immunostaining sufficient to diagnose inflammatory linear verrucous epidermal nevus? A report of eight cases and a comparison with psoriasis vulgaris*


Jing Peng1; Shu-Bin Sun2; Pei-Pei Yang1; Yi-Ming Fan1

1. Departamento de Dermatologia do Affiliated Hospital of Guangdong Medical University, Zhanjiang, Guangdong, China
2. Departamento de Dermatologia do Dongguan 3rd People’s Hospital – Dongguan, Guangdong, China

Recebido em 14.07.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 24.12.2016
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Peng J, Sun SB, Yang PP, Fan YM. As imunomarcações por Ki-67, queratina 16, involucrina e filagrina são suficientes para diagnosticar o nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear? Relato de oito casos e comparação com psoríase vulgar. An Bras Dermatol. 2017;92(5):684-7.

Correspondência:

Yi-Ming Fan
Department of Dermatology, Affiliated Hospital of Guangdong Medical University Zhanjiang
Guangdong, 524001, China
E-mail: ymfan1963@163.com

 

Resumo

O nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear e a psoríase linear apresentam, algumas vezes, difícil diferenciação tanto clínica quanto patológica. Embora expressões imuno-histoquímicas da queratina 10 (K10), K16, Ki-67 e involucrina possam ser úteis para diferenciar ambas as entidades, essa utilidade foi relatada em apenas alguns casos. Coletamos dados de oito pacientes com nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear, onze com psoríase vulgar e de oito controles saudáveis e avaliamos as expressões imuno-histoquímicas de Ki-67, K16, involucrina e filagrina entre eles. A superexpressão de Ki-67 e K16 foi semelhante no nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear e na psoríase vulgar em comparação com a pele normal. Embora a coloração para involucrina tenha mostrado expressão descontínua nas regiões paraqueratóticas em quatro casos de nevos epidérmicos verrucoso inflamatórios lineares, foi contínua nos outros quatro casos e em todos os casos de psoríase vulgar. A expressão de filagrina estava presente em regiões hiperqueratóticas, mas escassa em áreas paraqueratósicas tanto no nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear quanto na psoríase vulgar. O padrão de imunomarcação de Ki-67, K16, involucrina e filagrina pode ser insuficiente para diferenciar o nevo epidérmico verrucoso linear inflamatório da psoríase vulgar.

Palavras-chave: Antígeno Ki-67; Psoríase; Queratina-16; Queratinócitos

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações