Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Nevo lipomatoso cutâneo superficial*

Nevus lipomatosus cutaneous superficialis*


Caren dos Santos Lima1; Maria Claudia Almeida Issa1; Mariana Boechat de Souza1; Heliana Freitas de Oliveira Góes1; Talita Batalha Pires dos Santos1; Enoi Aparecida Guedes Vilar2

1. Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Antônio Pedro - Universidade Federal Fluminense (HUAP-UFF) – Niterói (RJ), Brasil
2. Serviço de Dermatopatologia do Hospital Universitário Antônio Pedro - Universidade Federal Fluminense (HUAP-UFF) – Niterói (RJ), Brasil

Recebido em 02.10.2015
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 02.03.2016
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Lima CS, Issa MCA, Souza MB, Góes HFO, Santos TBP, Vilar EAG. Nevo lipomatoso cutâneo superficial. An Bras Dermatol. 2017;92(5):713-5.

Correspondência:

Caren dos Santos Lima
Avenida Marquês de Paraná, 303 Centro
24033-900 Niterói, RJ, Brasil
E-mail: caren.dossantoslima@gmail.com

 

Resumo

Nevo lipomatoso cutâneo superficial é um tumor cutâneo hamartomatoso raro, caracterizado por depósitos de tecido adiposo maduro na derme. Foram descritas duas formas clínicas: clássica e solitária. Relata-se um caso de nevo lipomatoso cutâneo superficial com 13 anos de evolução em uma paciente que apresentava massa tumoral única da cor da pele, localizada no glúteo direito. Os achados histopatológicos foram típicos e confirmaram o diagnóstico. Neste caso, a lesão era uma massa única da cor da pele, característica do tipo solitário, mas sua localização e idade de surgimento eram compatíveis com o tipo clássico. A combinação de achados clínicos simultâneos de ambos os tipos não havia sido publicada anteriormente .

Palavras-chave: Hamartoma; Neoplasias cutâneas; Tecido conjuntivo

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações