Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Penfigoide disidrosiforme localizado nas mãos de uma criança: ocorrência rara*

Dyshidrosiform pemphigoid on the hands in a child: a rare occurrence*


Surabhi Dayal1; Priyadarshini Sahu2; Vijay Kumar Jain1

Pt. B. D. Sharma, Instituto de Pós-graduação em Ciências Médicas – Rohtak – Haryana, Índia

Recebido em 18.07.2015
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 10.10.2015
Suporte financeiro: Nenhum
Conflito de interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Dayal S, Sahu P, Jain VK. Penfigoide disidrosiforme localizado nas mãos de uma criança: ocorrência rara. An Bras Dermatol. 2017;92(5):716-8.

Correspondência:

Priyadarshini Sahu
432, Sector-IV, R. K. Puram
New Delhi- 110022
E-mail: priyadarshini.sahu.9@gmail.com

 

Resumo

O penfigoide disidrosiforme é uma variante autoimune adquirida do penfigoide bolhoso que se apresenta com erupções vesicobolhosas persistentes localizadas nas palmas das mãos ou solas dos pés ou em ambas as regiões. Geralmente, acomete idosos e, raramente, é relatado na infância. Descrevemos o primeiro caso de penfigoide disidrosiforme em uma criança de 12 anos, que foi limitado ao dorso das mãos e tratado com sucesso com dapsona (diaminodifenilsulfona). Juntamente com este relatório, também revisamos as características clínicas de vários tipos de penfigoide disidrosiforme.

Palavras-chave: Criança; Dapsona; Penfigoide bolhoso

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações