Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Siringocistadenoma papilífero no dorso combinado com adenoma apócrino tubular*

Syringocystadenoma papilliferum combined with a tubular apocrine adenoma*


Luanna da Silva Brito Léda1; Maria do Socorro Ventura Silva Lins1; Everson José dos Santos Leite1; Alberto Eduardo Cox Cardoso1; Ricardo Luis Simões Houly2

1. Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes - Universidade Federal de Alagoas (HUPAA-UFAL) – Maceió (AL), Brasil
2. Serviço de Dermatopatologia do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes - Universidade Federal de Alagoas (HUPAA-UFAL) – Maceió (AL), Brasil

Recebido em 22.03.2015
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 25.06.2015
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Léda LSB, Lins MSV, Leite EJS, Cardoso AEC, Houly RLS. Siringocistadenoma papilífero no dorso combinado com adenoma apócrino tubular. An Bras Dermatol. 2017;92(5):723-5.

Correspondência:

Luanna da Silva Brito Léda
Av. Lourival de Melo Mota, s/n Tabuleiro dos Martins
57072-900 Maceió, AL - Brasil
E-mail: luannaleda@hotmail.com

 

Resumo

Siringocistadenoma papilífero e adenoma apócrino tubular são tumores benignos raros de glândulas sudoríparas. Siringocistadenoma papilífero ocorre isoladamente ou em associação com outros tumores. Embora rara, a associação de adenoma apócrino tubular com siringocistadenoma papilífero desenvolvendo-se sobre nevo sebáceo em couro cabeludo está bem documentada. Entretanto, a combinação desses dois tumores na ausência de nevo sebáceo não é relatada com frequência. Siringocistadenoma papilífero e adenoma apócrino tubular apresentam histopatológico com características que se sobrepõem, mas poucos casos de siringocistadenoma papilífero combinado com adenoma apócrino tubular têm sido relatados. Relata-se um caso incomum de siringocistadenoma papilífero combinado com adenoma apócrino tubular localizado em dorso de paciente com 14 anos de idade na ausência de nevo sebáceo preexistente.

Palavras-chave: Adenoma de glândula sudorípara; Nevo sebáceo de Jadassohn; Dorso

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações