Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

19

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5




Voltar ao sumário

 

Comunicação

O pH dos principais hidratantes e sabonetes líquidos comerciais brasileiros: considerações sobre o reparo da barreira cutânea*

The pH of the main Brazilian commercial moisturizers and liquid soaps: considerations on the repair of the skin barrier*


Giovana M Gonçalves1; Gabrielli Brianezi2; Hélio Amante Miot1

1. Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-Unesp) – Botucatu (SP), Brasil
2. TOXICAM - Núcleo de Avaliação do Impacto Ambiental sobre a Saúde Humana - Faculdade de Medicina de Botucatu - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FMB-Unesp) – Botucatu (SP), Brasil

Recebido em 17.05.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 17.07.2016
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Gonçalves GM, Brianezi G, Miot HA. O pH dos principais hidratantes e sabonetes líquidos comerciais brasileiros: considerações sobre o reparo da barreira cutânea. An Bras Dermatol. 2017;92(5):738-40.

Correspondência:

Hélio Amante Miot
Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp, Campus Universitário, SN
Botucatu, 18618-000 - São Paulo, SP - Brasil
Email: heliomiot@fmb.unesp.br

 

Resumo

O pH da pele é levemente ácido (4,6 a 5,8), o que é importante para adequadas atividades antibacteriana, fungicida, constituição da função de barreira, bem como estruturação e maturação do estrato córneo. Este estudo objetivou avaliar o pH dos principais hidratantes e sabonetes líquidos comerciais no Brasil. Para tanto, o pH dos produtos foi quantificado por pHmetro em três aferições. Foram avaliados 38 hidratantes e seis sabonetes líquidos comerciais. As médias de pH das amostras de 63% dos hidratantes e 50% dos sabonetes líquidos estavam acima de 5,5, desfavorecendo o reparo, função e síntese da barreira cutânea.

Palavras-chave: Concentração de Íons de Hidrogênio; Dermatite Atópica; Sabões; Umectantes

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações