Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5 S1




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Metástases cutâneas em paciente sem diagnóstico prévio de neoplasia: desafio diagnóstico*

Cutaneous metastases in a patient with no previous diagnosis of cancer: diagnostic challenge*


Pedro de Freitas Silva Torraca1; Bruna Corrêa de Castro2; Günter Hans Filho2; Alexandre Moretti de Lima2

1. Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Famed-UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil
2. Serviço de Dermatologia Dr. Günter Hans, do Hospital Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (NHU-UFMS) – Campo Grande (MS), Brasil

Trabalho submetido em 04.04.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 26.09.20
Suporte financeiro: nenhum
Conflitos de interesses: nenhum
Como citar este artigo: Torraca PFS, Castro BC, Hans Filho G, Lima AM. Metástases cutâneas em paciente sem diagnóstico prévio de neoplasia: desafio diagnóstico. An Bras Dermatol. 2017;92(5 Supl 1):92-4.

Correspondência:

Pedro de Freitas Silva Torraca
Av. Senador Filinto Müller, 1 Pioneiros
79080-190 - Campo Grande, MS Brasil
E-mail: pftorraca@gmail.com

 

Resumo

Lesões cutâneas, em raras ocasiões, são as primeiras formas de manifestação metastática de neoplasias internas. Em situações de ausência de diagnóstico prévio dessas neoplasias, a abordagem de lesões de pele suspeitas torna-se um desafio, sobretudo na diferenciação entre metástases cutâneas e neoplasias primárias anexiais. Atualmente, além de aspectos epidemiológicos, dermatoscópicos e histopatológicos, a avaliação também integra exames imunoistoquímicos e pesquisas de marcadores celulares como p40 e p63, altamente específicos para metástases cutâneas. O presente artigo descreve caso de metástase cutânea como único sinal evidente de comportamento maligno de neoplasia mamária em mulher previamente assintomática. O diagnóstico foi realizado pelo achado de células neoplásicas na derme e pelo resultado da imunoistoquímica compatível com carcinoma ductal.

Palavras-chave: Metástase neoplásica; Micrometástase de neoplasia; Neoplasias primárias desconhecidas

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações