Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5 S1




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Utilidade do princípio das subunidades na reconstrução nasal*

Usefulness of the subunit principle in nasal reconstruction*


Felipe Bochnia Cerci1,2

1. Serviço de Dermatologia (cirurgia de Mohs) do Hospital Santa Casa de Curitiba - Curitiba (PR), Brasil
2. Serviço de Dermatologia (cirurgia de Mohs) do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná - Curitiba (PR), Brasil

Trabalho submetido em 22.10.2015
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 01.05.2016
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Cerci FB. Utilidade do princípio das subunidades na reconstrução nasal. An Bras Dermatol. 2017;92(5 Supl 1):154-6.

Correspondência:

Felipe Bochnia Cerci
Praça Rui Barbosa, 245 Centro
80010-030 Curitiba, PR Brasil
E-mail: cercihc@hotmail.com

 

Resumo

O princípio das subunidades na reconstrução nasal popularizou a técnica de reconstruir subunidades específicas que foram identificadas como dorso, ponta, columela, asas, paredes nasais laterais e triângulos moles. Em pacientes com mais de 50% de perda da subunidade, remover a porção remanescente da subunidade e restaurá-la por inteiro pode oferecer melhores resultados. A demarcação das linhas de incisão ao longo das bordas das subunidades minimiza a aparência da cicatriz. Além disso, com a contração do retalho, a subunidade inteira protrai, simulando o contorno da ponta, dorso ou asa nasal. Dois casos de reconstrução nasal que seguiram esse importante princípio são ilustrados.

Palavras-chave: Cirurgia de Mohs; Neoplasias nasais; Retalhos cirúrgicos

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações