Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

36

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 92 Número 5 S1




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Micose fungoide foliculotrópica: desafio diagnóstico clínico, histopatológico e imuno-histoquímico*

Folliculotropic mycosis fungoides: challenging clinical, histopathological and immunohistochemical diagnosis*


Maria Isabel Braga Malveira1; Gianne Pascoal1; Shirley Braga Lima Gamonal1,2; Maria Christina Marques Nogueira Castañon3

1. Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU-UFJF) – Juiz de Fora (MG), Brasil
2. Ambulatório de Dermatologia do Hospital Regional João Penido - Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (HRJP-FHEMIG) – Juiz de Fora (MG), Brasil
3. Departamento de Morfologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) – Juiz de Fora (MG), Brasil

Trabalho submetido em 28.01.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 12.06.2016
Suporte financeiro: nenhum
Conflitos de interesses: nenhum
Como citar este artigo: Malveira MIB, Pascoal G, Gamonal SBL, Castañon MCMN. Micose fungoide foliculotrópica: desafio diagnóstico clínico, histopatológico e imuno-histoquímico. An Bras Dermatol. 2017;92(5 Supl 1):95-7.

Correspondência:

Maria Isabel Braga Malveira
R. Eugênio do Nascimento, s/n - Dom Bosco
36038-330 - Juiz de Fora, MG Brasil
E-mail: belmalveira@hotmail.com

 

Resumo

A micose fungoide é um linfoma cutâneo de células T, com apresentações clínico- patológicas variadas. As lesões iniciais são inespecíficas, o que dificulta o diagnóstico precoce. O subtipo foliculotrópico manifesta-se como lesões acneiformes, pápulas foliculares ou placas eritematosas de localização preferencial em face, pescoço e tronco superior. A análise histopatológica evidencia denso infiltrado linfocítico, que circunda e infiltra os folículos pilosos. Relata-se caso de difícil diagnóstico histopatológico, com evolução exuberante e inusitada das lesões cutâneas, principalmente na face.

Palavras-chave: Diagnóstico; Linfoma cutâneo de células T; Micose fungoide

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações