Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

23

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

23

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 93 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

A tendência para o desenvolvimento de transtornos psicossexuais em alopecia androgenética de acordo com as diferentes fases de perda de cabelos: estudo transversal*

The tendency towards the development of psychosexual disorders in androgenetic alopecia according to the different stages of hair loss: a cross-sectional study*


Betul Tas1; Filiz Kulacaoglu2; Hasan Belli2; Murat Altuntas3

1. Departamento de Dermatologia da Health Sciences University – Istanbul Bagcilar Research and Training Hospital – Istambul, Turquia
2. Departamento de Psiquiatria da Health Sciences University – Istanbul Bagcilar Research and Training Hospital – Istambul, Turquia
3. Departamento de Medicina da Família da Health Sciences University – Istanbul Bagcilar Research and Training Hospital – Istambul, Turquia

Trabalho submetido em 04.02.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 09.01.2017
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Tas B, Kulacaoglu F, Belli H, Altuntas M. The tendency towards the development of psychosexual disorders in androgenetic alopecia according to the different stages of hair loss: a cross-sectional study. An Bras Dermatol. 2018;93(2):185-90.

Correspondência:

Betul Tas
E-mail: betulavc@yahoo.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A alopecia androgenética é uma doença dermatológica comum que afeta ambos os gêneros.
OBJETIVOS: Avaliar a tendência para o desenvolvimento de transtornos psicossexuais de acordo com os estádios clínicos na alopecia androgenética.
MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal incluindo 353 pacientes de ambos os sexos em diferentes estádios clínicos de calvície, sendo os pacientes questionados sobre autoimagem, autoestima, experiências sexuais, estados depressivos e de ansiedade. A calvície foi classificada de acordo com escalas padronizadas de alopecia, e os efeitos psicológicos foram avaliados por meio de questionários. Os resultados foram comparados com p<0,05.
RESULTADOS: Os efeitos negativos em cada parâmetro psicológico de alopecia androgenética foram maiores em mulheres do que em homens. Enquanto as comparações gerais de acordo com os estádios de calvície para cada parâmetro foram significativas em homens, somente os valores de experiências sexuais, ansiedade e depressão foram significativos em mulheres. Os valores de experiências sexuais e depressão foram maiores em Ludwig 3 do que em 1 e 2, enquanto os de ansiedade foram maiores em Ludwig 3 do que em 1. Os valores de autoimagem em Norwood 2 e 2A foram maiores do que em 3A, 3V, 4 e 4A, enquanto os valores de autoestima em 2A foram maiores do que em 3 e 4. Os valores de experiências sexuais em 2 e 2A foram menores que em 3, 3A, 3V, 4 e 4A, enquanto os valores de 3 e 3A foram menores que em 4 e 4A. Os valores de depressão foram mais baixos em 2A do que em 3, 3A, 3V e 4A. Os valores de ansiedade foram menores em 2A do que em 4 e 4A.
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: Número relativamente pequeno de pacientes, todos provenientes de um único centro.
CONCLUSÕES: No tratamento da alopecia androgenética, deve-se considerar que os pacientes possam necessitar de suporte psicológico de acordo com os estádios clínicos devido à tendência maior de desenvolverem transtornos psicossexuais.

Palavras-chave: Alopecia; Ansiedade; Autoimagem; Depressão; Disfunções sexuais psicogênicas; Feminino; Masculino; Percepção

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações