Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

2

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

2

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 93 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Estresse oxidativo em pacientes com pênfigo foliáceo endêmico e indivíduos saudáveis com anticorpos antidesmogleína 1*

Oxidative stress in patients with endemic pemphigus foliaceus and healthy subjects with anti-desmoglein 1 antibodies*


Ericson Leonardo Gutierrez1,2; Willy Ramos3,4; Lucia Seminario-Vidal5; Mercedes Tello6; Gerardo Ronceros3; Alex G. Ortega-Loayza7

1. Centro Nacional de Saúde Pública do Instituto Nacional de Salud – Lima, Peru
2. Departamento de Medicina da Facultad de Medicina da Universidad de San Martín de Porres (USMP) – Lima, Peru
3. Instituto de Investigações Clínicas da Universidad Nacional Mayor de San Marcos (UNMSM) – Lima, Peru
4. Centro Nacional de Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças – Lima, Peru
5. Departamento de Dermatologia e Cirurgia Cutânea da University of South Florida – Tampa (FL), EUA
6. Unidade de Vigilância e Controle de Vetores – Dirección de Redes Integradas de Salud Lima Sur – Lima, Peru
7. Departamento de Dermatologia da Oregon Health & Science University – Oregon, EUA

Trabalho submetido em 29.06.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 18.08.2017
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Gutierrez EL, Ramos W, Seminario-Vidal L, Tello M, Ronceros G, Ortega-Loayza AG. Oxidative stress in patients with endemic pemphigus foliaceus and healthy subjects with anti-desmoglein 1 antibodies. An Bras Dermatol.2018;93(2):212-5.

Correspondência:

Ericson Leonardo Gutierrez Ingunza
E-mail: eringunza@yahoo.es

 

Resumo

FUNDAMENTO: Estudos anteriores evidenciaram estresse oxidativo em pênfigo vulgar e pênfigo foliáceo. No entanto, ainda não se sabe se uma resposta semelhante é característica do pênfigo foliáceo endêmico (PFE) no Peru.
OBJETIVOS: Determinar a resposta de estresse oxidativo em pacientes com pênfigo foliáceo endêmico e indivíduos com anticorpos antidesmogleína 1 (anti-dsg1) de áreas endêmicas no Peru.
MÉTODOS: Este é um estudo transversal. A população do estudo incluiu 21 pacientes com PFE e 12 indivíduos saudáveis com anticorpos anti-dsg1 da Amazônia peruana (Ucayali), assim como 30 indivíduos controles saudáveis. Malondialdeído, um indicador da peroxidação lipídica por radicais livres, foi medido no soro.
RESULTADOS: Coletamos 21 casos de pênfigo foliáceo endêmico, 15 deles com doença crônica ativa e seis em remissão clínica. Os valores séricos de malondialdeído em pacientes com evolução ativa crônica e em indivíduos saudáveis com anticorpos anti-dsg1 foram estatisticamente maiores do que os dos controles saudáveis (p<0,001). Não houve diferença significativa entre os valores séricos das formas clínicas localizada e generalizada.
LIMITAÇÕES: A principal limitação do estudo é o pequeno número de pacientes com pênfigo endêmico e de indivíduos saudáveis com anticorpos antidesmogleína 1.
CONCLUSÕES: Os níveis elevados de malondialdeído em pacientes com PFE crônico ativo e em indivíduos saudáveis de áreas endêmicas com anticorpos anti-dsg1 podem sugerir uma contribuição da peroxidação lipídica sistêmica na patogênese do pênfigo foliáceo endêmico.

Palavras-chave: Estresse oxidativo; Malondialdeído; Pênfigo; Peru

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações