Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

23

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

23

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 93 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

Síndrome metabólica, proteína C-reativa e risco cardiovascular em pacientes com psoríase: estudo transversal*

Metabolic syndrome, C-reactive protein and cardiovascular risk in psoriasis patients: a cross-sectional study*


Renato Soriani Paschoal1; Daniela Antoniali Silva2; Renata Nahas Cardili2; Cacilda da Silva Souza2

1. Programa de Pós-graduação da Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (SP), Brasil
2. Divisão de Dermatologia, Departamento de Clínica Médica, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto (SP), Brasil

Trabalho submetido em 02.09.2016
Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 14.03.2017
Suporte Financeiro: A investigação recebeu suporte do Centro de Investigação em Doenças Inflamatórias [CRID], de acordo com a subvenção n.º 11.1.21625.01.0
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Paschoal RS, Antoniali Silva D, Cardili RN, Silva Souza C. Metabolic syndrome, C-reactive protein and cardiovascular risk in psoriasis patients: a cross-sectional study. An Bras Dermatol.2018;93(2):222-8.

Correspondência:

Cacilda da Silva Souza
E-mail: cssouza@fmrp.usp.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: Psoríase tem sido associada a comorbidades e aumento do risco cardiovascular.
OBJETIVOS: Analisar relações entre síndrome metabólica, risco cardiovascular, proteína C-reativa, gênero e gravidade da Psoríase.
MÉTODOS: Neste estudo transversal, homens e mulheres com Psoríase (n = 90), igualmente distribuídos, foram analisados segundo: índice de gravidade e área da psoríase, escore de risco de Framingham, avaliação global do risco, proteína C-reativa e critérios para síndrome metabólica (NCEP-ATP III).
RESULTADOS: síndrome metabólica foi observada em 43,3% da amostra, sem significância entre gêneros (P = 0,14); mulheres apresentaram maior risco para obesidade (OR 2,56, IC 95% 1,02-6,41; P = 0,04) e hipertensão arterial sistêmica (HAS) (OR 3,29, IC 95% 1,39-7,81; P = 0,006). Elevação do índice de gravidade e área da psoríase aumentaram risco para síndrome metabólica (OR 1,060, IC 95% 1,006-1,117; P = 0,03). Risco cardiovascular absoluto superior nos homens (P = 0,002), após avaliação global do risco, 51,1% foram reclassificados com risco cardiovascular alto-intermediário, prevalecendo mulheres (52,2%), sem significância (P = 0,83). Proteína C-reativa foi elevada em seis vezes no geral, superior naqueles com síndrome metabólica (P = 0,05), HAS (P = 0,004) e risco cardiovascular alto-intermediário (P < 0,001); positivamente correlacionada ao escore de risco de Framingham (P < 0,001; r = 0,60), risco cardiovascular em 10 anos (P < 0,001; r = 0,58) e idade (P = 0,001; r = 0,35), mas não ao índice de gravidade e área da psoríase (P = 0,14; r = 0,16); aumentou risco cardiovascular absoluto (R2 = 33,6; P < 0,001), risco para síndrome metabólica (OR 1,17, IC 95% 0,99-1,37; P = 0,05) e com idade (P = 0,001). HDL-colesterol foi superior naqueles com proteína C-reativa normal (P = 0,05; t = 1,98).
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: Amostra restrita e representativa de um único centro de referência hospitalar, sem discriminação da artrite psoriásica.
CONCLUSÕES: Psoríase, síndrome metabólica, hipertensão arterial sistêmica e envelhecimento compartilham da elevação da proteína C-reativa, o que implicaria em ônus adicional para aumento do risco cardiovascular e alerta para intervenções efetivas.

Palavras-chave: Doenças Cardiovasculares; Proteína C-Reativa; Psoríase; Síndrome X Metabólica

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações