Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

5

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

5

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 76 Número 3




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Epitelioma basocelular ocorrendo em tricoepitelioma múltiplo: um estudo familiar.

Basal cell carcinomas occuring in multiple trichoepithelioma: a family study


RUBEM DAVID AZULAY1, PEDRO ENRIQUE FLÓREZ MANTILLA2, PEDRO LEONARDO V. BRIGGS PEÇANHA3, DAVID RUBEM AZULAY4

1Chefe do Instituto de Dermatologia, Santa Casa de Misericórdia, Rio de Janeiro; Professor-titular da Universidade Gama Filho; Fundação Educacional Souza Marques e Pontifícia Universidade Católica - RJ
2Estudante de pós-graduação
3Professor-assistente de Dermatologia da PUC - RJ
4Professor-assistente da UFRJ, FTESM e PUC - RJ

Recebido em 01.12.1999. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 27.03.2001. Trabalho realizado no Instituto de Dermatologia, Santa Casa de Misericórdia, Rio de Janeiro, Brasil.

Correspondência:
Rubem David Azulay Av. Atlântica, 3.130 / 701 Rio de Janeiro RJ 22070-000

 

Resumo

Estuda-se uma família que apresentou sete casos de tricoepitelioma múltiplos (seis do sexo feminino e um do sexo masculino). Em dois casos (sexo feminino) ocorreram a presença de epitelioma basocelular. Em um caso havia cinco epiteliomas basocelulares, sendo um ulcerado. No outro caso haviam três epiteliomas basocelulares não ulcerados. Todos os epiteliomas basocelulares localizavam-se na face. O diagnóstico foi feito pela clínica e histopatologia. Foram discutidas as diferenças histopatológicas entre as duas dermatoses. O objetivo do trabalho foi mostrar que o tricoepitelioma e o carcinoma basocelular são entidades diferentes, não havendo transformação de tricoepitelioma em carcinoma basocelular.

Palavras-chave: TRICOEPITELIOMA., CARCINOMA BASOCELULAR

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações