Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

10

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 93 Número 4




Voltar ao sumário

 

Investigação

Relação entre o tipo de atendimento, privado versus público, e o diagnóstico de melanoma cutâneo primário em residentes de Joinville*

Differences in the diagnosis of primary cutaneous melanoma in the public and private healthcare systems in Joinville, Santa Catarina State, Brazil*


Raquel Bissacotti Steglich1; Silvana Cardoso2; Maria Helena da Costa Naumann Gaertner2; Karina Munhoz de Paula Alves Coelho3; Tania Ferreira Cestari4; Selma Cristina Franco3

1. Dermaclinic Clínica de Dermatologia de Joinville, Joinville (SC), Brasil
2. Acadêmica de Medicina, Universidade da Região de Joinville, Joinville (SC), Brasil
3. Departamento de Medicina, Universidade da Região de Joinville, Joinville (SC), Brasil
4. Serviço de Dermatologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS), Brasil.

Recebido 21 Março 2016.
Aceito 24 Maio 2017.
Suporte Financeiro: Nenhum.
Conflito de Interesses: Nenhum.
Como citar este artigo: Steglich RB, Cardoso S, Gaertner MHCN, Coelho KMPA, Cestari TF, Franco SC. Differences in the diagnosis of primary cutaneous melanoma in the public and private healthcare systems in Joinville, Santa Catarina State, Brazil. An Bras Dermatol. 2018;93(4):507-12.

Correspondência:

Raquel Bissacotti Steglich
E-mail: raquelsteglich@yahoo.com.br

 

Resumo

FUNDAMENTOS: O melanoma cutâneo é responsável por até 80% dos óbitos causados por câncer da pele. A suspeita diagnóstica, o acesso ao médico e a intervenção precoce nos casos suspeitos são vitais para o prognóstico do paciente.
OBJETIVOS: Comparar características demográficas e histopatológicas dos melanomas cutâneos primários diagnosticados nos pacientes do sistema público (SUS) com as dos pacientes do sistema privado (convênios, seguros de saúde e particulares) em Joinville.
MÉTODO: Estudo transversal retrospectivo de casos de melanoma cutâneo (MC) primário registrados entre janeiro de 2003 e dezembro de 2014 na população residente.
RESULTADOS: Foram identificados 893 melanomas cutâneos primários. No serviço privado, predominaram os pacientes jovens e, no sistema público, foi observada maior associação com os pacientes idosos (p<0,001). Não houve diferença estatisticamente significativa em relação ao tipo de atendimento e gênero ou entre os indivíduos com múltiplos MCs primários. O tipo histológico melanoma extensivo superficial foi mais encontrado nos pacientes atendidos de forma privada, enquanto o melanoma nodular foi mais frequente nos pacientes atendidos pelo SUS (p<0,001). A espessura média de Breslow entre os pacientes atendidos de forma particular foi de 1,35mm, enquanto nos atendidos pelo SUS foi de 2,72mm (p<0,001). Limitações do estudo: Estudo retrospectivo usando bases de dados secundárias.
CONCLUSÕES: Foi observada maior associação de atendimento privado a melanomas cutâneos finos (melanoma in situ e Breslow categoria T1), e de atendimento pelo SUS a melanomas cutâneos espessos (Breslow categoria T3 e T4) (p<0,001).

Palavras-chave: Melanoma; Saúde pública; Sistemas de saúde

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações