Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

11

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

11

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 93 Número 6




Voltar ao sumário

 

Investigação

Avaliação dos resultados dos testes de contato realizados durante dez anos em município do sul do Brasil*

Assessment of patch test results carried out during ten years in a city in southern Brazil*


Mariane Correa-Fissmer1; Cintia Camila Dalazen2; Bárbara Piacentini Ferreira3; Betine Pinto Moehlecke Iser4

1. Ambulatório Médico de Especialidades, Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão (SC), Brasil
2. Ambulatório Médico, Clínica Heidelberg, Curitiba (PR), Brasil
3. Departamento de Dermatologia, Hospital Federal dos Servidores do Estado, Rio de Janeiro (RJ), Brasil
4. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão (SC), Brasil

Recebido 11 Agosto 2015.
Aceito 24 Agosto 2017.
Suporte financeiro: Nenhum
Conflito de interesse: Nenhum
Como citar este artigo: Corrêa-Fissmer M, Dalazen CC, Ferreira BP, Iser BPM. Assessment of patch test results carried out during ten years in a city in southern Brazil. An Bras Dermatol. 2018;93(6):807-12.

Correspondência:

Mariane Corrêa Fissmer
E-mail: marianecfissmer@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A dermatite de contato atinge até 20% da população. O teste de contato pode ser necessário para confirmação diagnóstica.
OBJETIVOS: Descrever e associar os resultados dos testes de contato realizados em município do sul do Brasil.
MÉTODOS: Estudo transversal através da análise de todos os laudos dos testes de contato durante dez anos. Foram avaliadas variáveis como sexo, idade à realização do teste e resultados dos laudos. Fatores desencadeantes, duração da queixa e uso prévio de medicamentos, referentes à história clínica, foram recuperados de alguns pacientes pela a análise dos prontuários.
RESULTADOS: A amostra foi de 539 laudos, sendo que 411 (76,2%) correspondiam ao sexo feminino. A idade de realização do teste variou de 5 a 87 anos. A prevalência de positividade dos testes foi 72,5% (391 casos). O sulfato de níquel foi a substância mais prevalente (196; 36,4%), apresentando significância estatística quando associado ao sexo feminino (p<0,001).
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: Base de dados obtida de fontes secundárias (os laudos dos exames e os prontuários), ocorrendo o registro incompleto de algumas informações.
CONCLUSÃO: A verificação dos dados locais mostra-se relevante frente a possíveis políticas preventivas.

Palavras-chave: Dermatite alérgica de contato; Dermatite de contato; Testes cutâneos; Testes do emplastro

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações