Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

27

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 94 Número 1




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Melanoma desmoplásico: uma variante rara com diagnóstico desafiador*

Desmoplastic melanoma: a rare variant with challenging diagnosis*


Priscila Castelan Marques; Lucia Martins Diniz; Karla Spelta; Paulo Sergio Emerich Nogueira

Serviço de Dermatologia, Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória (ES), Brasil

Recebido 24 Julho 2017.
Aceito 01 Fevereiro 2018.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Marques PC, Diniz LM, Spelta K, Nogueira PSE. Desmoplastic melanoma: a rare variant with challenging diagnosis. An Bras Dermatol. 2019;94(1):82-5.

Correspondência:

Priscila Castelan Marques
E-mail: castelanpriscila@gmail.com

 

Resumo

O melanoma desmoplásico, variante distinta e incomum, caracteriza-se por lesão invasiva com proliferação de melanócitos fusiformes na derme e no subcutâneo, associada a variáveis padrões de desmoplasia. Pode ocorrer neurotropismo e diferenciação neural. Sua apresentação clínica é variável e inespecífica, facilmente confundida com outras neoplasias fibrosas. É localmente agressivo e tem menores taxas de metástases quando comparado a outros tipos de melanoma. No diagnóstico, o estudo histopatológico pode ser insuficiente, sendo necessário o auxílio da imunoistoquímica com positividade para proteína S-100 e outros antígenos de diferenciação melanocítica. Por representar verdadeiro desafio diagnóstico clínico, dermatoscópico e histopatológico, relata-se um caso de melanoma desmoplásico invasor, acometendo área fotoexposta em mulher de idade avançada. A hipótese diagnóstica inicial foi de fibroma, e o diagnóstico definitivo foi estabelecido após revisões seriadas de lâminas histológicas.

Palavras-chave: Antígenos específicos de melanoma; Imuno-histoquímica; Melanoma; Neoplasias cutâneas

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações