Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

25

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 94 Número 1




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Melanoma acral amelanótico diagnosticado incorretamente como verruga plantar*

Amelanotic acral melanoma misdiagnosed as verruca plantaris*


Wei Deng; Ruixing Yu; Yong Cui; Zhancai Zheng

Departamento de Dermatologia e Venereologia, China-Japan Friendship Hospital, Beijing, China

Recebido 21 Agosto 2017.
Aceito 21 Fevereiro 2018.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Deng W, Yu R, Cui Y, Zheng Z. Amelanotic acral melanoma misdiagnosed as verruca plantaris. An Bras Dermatol. 2019;94(1):86-8.

Correspondência:

Wei Deng
E-mail: dengwei1991730@163.com

 

Resumo

Relatamos um caso de melanoma acral amelanótico em paciente chinesa de 42 anos. No histórico, dez meses antes, a paciente descobriu uma lesão em placa, eritematosa, assimétrica, com 2cm de diâmetro, na região plantar esquerda. Todos os médicos consultados pela paciente diagnosticaram a lesão como verruga plantar. Há um mês, detectou-se linfonodo aumentado na região inguinal esquerda, cuja biópsia mostrou ser melanoma metastático. A dermatoscopia sugeriu verruga plantar, e um exame PET revelou aumento de metabolismo glicêmico na placa. Finalmente, a biópsia da placa mostrou melanoma amelanótico. O diagnóstico inicial incorreto e a demora no diagnóstico geralmente estão associados a piores desfechos para o paciente. Portanto, o conhecimento das apresentações atípicas do melanoma acral é importante para diminuir o erro diagnóstico e melhorar o prognóstico do paciente.

Palavras-chave: Melanoma amelanótico; Metástase linfática; Verrugas

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações