Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

2

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

2

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 94 Número 2




Voltar ao sumário

 

Investigação

O papel de polimorfismos do gene GNLY na patogênese da psoríase*

The role of GNLY gene polymorphisms in psoriasis pathogenesis*


Esra Ermis1; Sevim Karakas Celik1; Nilgun Solak2; Gunes Cakmak Genc3; Ahmet Dursun3

1. Departamento de Biologia Molecular e Genética, Faculty of Sciences and Arts, Bulent Ecevit University, Zonguldak, Turquia
2. Departamento de Dermatologia, Faculty of Medicine, Bulent Ecevit University, Zonguldak, Turquia
3. Departamento de Genética Médica, Faculty of Medicine, Bulent Ecevit University, Zonguldak, Turquia

Recebido 14 Fevereio 2018
Aceito 01 Agosto 2018

Suporte Financeiro: A pesquisa foi financiada pela Unidade de Projetos de Pesquisa Científica da Bulent Ecevit University (BAP-2015-50737594-04), Turquia.
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Ermis E, Karakas Celik S, Solak N, Cakmak Genc G, Dursun A. The role of GNLY gene polymorphisms in psoriasis pathogenesis An Bras Dermatol. 2019;94(2):198-203.

Correspondência:

Esra Ermis
E-mail: esraermiss@gmail.com

 

Resumo

FUNDAMENTOS: A psoríase é doença inflamatória sistêmica que envolve interações patogênicas complexas entre os sistemas imunes inato e adaptativo. O mecanismo mais aceito para a etiopatogênese da psoríase é a indução de inflamação com a hiperproliferação de queratinócitos. A granulisina (GNLY) é um peptídeo antimicrobiano citolítico (AMP), secretado junto com a granzima e a perforina pelos grânulos dos linfócitos-T citotóxicos humanos (LTCs) e das células natural killer (NK). Foi comprovado por meio da imuno-histoquímica que a expressão da granulisina está aumentada nas lesões psoriásicas.
OBJETIVO: O estudo teve como objetivo investigar a relação entre a psoríase e polimorfismos do gene da granulisina.
MÉTODOS: Os polimorfismos GNLY rs7908 e rs10180391 foram estudados pela PCR-RFLP em 100 pacientes com psoríase, tratados na Policlínica de Dermatologia da Bulent Ecevit University. Como grupo controle, foram utilizados 100 indivíduos com distribuição semelhante de idade e sexo.
RESULTADOS: No grupo controle, o genótipo GNLY rs7908 CC foi significativamente mais frequente quando comparado aos pacientes com psoríase (p=0,031; OR=0,305; IC=0,305 (0,121 – 0,773). Em nosso estudo, a distribuição genotípica em pacientes e controles foi GNLY rs7908 (SNP) genotipo GG (51%, 37%), genotipo GC (41%, 44%), genotipo CC (8%, 19%); GNLY rs10180391 (SNP) do genotipo CC (41%, 44%), genotipo CT (42%, 41%) e genotipo TT (17%, 15%).
LIMITAÇÕES DO ESTUDO: O estudo só incluiu pacientes da Turquia.
CONCLUSÃO: Os achados mostram que o genótipo GNLY rs7908 CC e o alelo C exercem efeito protetor contra a psoríase e diminuem a gravidade da doença (de acordo com a escala PASI), enquanto o SNP rs10180391 não teve nenhum papel efetivo na patogênese da psoríase.

Palavras-chave: Granulisina; Biologia molecular; Genética; Polimorfismo de nucleotídeo único; Psoríase

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações