Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

23

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

23

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 94 Número 2




Voltar ao sumário

 

Relato de Caso

Herpes genital crônico vegetante com resposta satisfatória ao imiquimode*

Vegetative chronic genital herpes with satisfactory response to imiquimod*


Stella Meireles Siqueira; Bruna Barroso Gonçalves; Julia Bozetti Loss; Rogerio Ribeiro Estrella

Serviço de Dermatologia, Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), Brasil

Recebido 20 Dezembro 2017.
Aceito 25 Abril 2018.

Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Siqueira SM, Gonçalves BB, Loss JB, Estrella RR. Vegetative chronic genital herpes with satisfactory response to imiquimod. An Bras Dermatol. 2019;94(2):221-3.

Correspondência:

Stella Meireles Siqueira
E-mail: stellamsiqueira@gmail.com

 

Resumo

O herpes genital crônico vegetante é uma forma atípica de apresentação do herpes simples vírus tipo 2 e, frequentemente, manifesta-se em indivíduos coinfectados pelo vírus da imunodeficiência humana. Cursa com úlceras extensas, que tendem à cronicidade, e formas hipertróficas pseudotumorais. O tratamento preconizado é com antirretrovirais e o mais usado é o aciclovir. O foscarnet é a droga de escolha para os casos resistentes, embora também já tenha sido relatada a falha terapêutica. Reportamos o caso de um homem infectado pelo vírus da imunodeficiência humana, com lesão de herpes genital crônico vegetante resistente a aciclovir, mas com resposta satisfatória ao tratamento tópico com imiquimode.

Palavras-chave: Antivirais; Eficácia; Herpes genital; Herpes simples; Terapêutica; Tratamento farmacológico

© 2019 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações