Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

9

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 94 Número 3




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Xantogranuloma necrobiótico associado a mieloma múltiplo indolente: resposta satisfatória com ciclofosfamida, dexametasona e talidomida*

Necrobiotic xanthogranuloma associated with smoldering multiple myeloma: satisfactory response to cyclophosphamide, dexamethasone, and thalidomide*


Renan Bernardes de Mello; Everton Carlos Siviero do Vale

Serviço de Dermatologia, Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte (MG), Brasil

Recebido 02 Junho 2018.
Aceito 22 Novembro 2018.
Suporte Financeiro: Nenhum
Conflito de Interesses: Nenhum
Como citar este artigo: Mello RB, Vale ECS. Necrobiotic xanthogranuloma associated with smoldering multiple myeloma: satisfactory response to cyclophosphamide, dexamethasone, and thalidomide. 2019;94(3):337-40.

Correspondência:

Renan Bernardes de Mello
E-mail: bernardesrenan@yahoo.com.br

 

Resumo

O xantogranuloma necrobiótico é uma condição crônica rara, pertencente ao grupo C das histiocitoses de células não Langerhans, relevante pela possibilidade de comprometimento extracutâneo e de associação com doenças sistêmicas, particularmente neoplasias hematológicas. O caso aqui relatado somente foi diagnosticado após nove anos de evolução e estava associado à discrasia plasmocitária. Após curso de ciclofosfamida, dexametasona e talidomida, houve redução das lesões cutâneas e dos níveis séricos da proteína monoclonal.

Palavras-chave: Histiocitose de células não Langerhans; Mieloma múltiplo; Paraproteinemias; Xantogranuloma necrobiótico

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações